Educação: «O papel da Escola na integração de imigrantes»

Lisboa, 15 de jul 2013 (Ecclesia) – A análise do papel da escola na integração dos imigrantes vai estar hoje em destaque num encontro que conclui o projeto intercultural «Sou como Tu», promovido pelo Serviço Jesuíta aos Refugiados.

Um comunicado enviado à Agência ECCLESIA dá conta de que setembro de 2012 várias ações foram realizadas em 30 estabelecimentos de ensino do concelho de Lisboa, “abrangendo 907 alunos do 8º ao 11º ano, 22 por cento dos quais de origem estrangeira” onde a “promoção do diálogo entre culturas e identidades e a valorização do respeito e da cooperação entre diferentes” foram os “grandes desafios para trabalhar em sala de aula e fora dela”.

Agora, expressa o comunicado, “é tempo de refletir sobre o projeto e apresentar os resultados à comunidade escolar e aos parceiros”.

O encontro vai contar com a Alta Comissária para a Imigração e Diálogo Intercultural, Rosário Farmhouse, com André Costa Jorge, diretor do Serviço Jesuíta aos Refugiados, com a participação de Luís Filipe Santos, subdiretor-geral da Direção-Geral da Educação, Natasha Marjanovic, atriz imigrante e colaboradora desta iniciativa, entre outras pessoas envolvidas no desenvolvimento do projeto intercultural «Sou como Tu».

Na ocasião vai ser apresentado o catálogo «Sou como Tu – Novos Jovens Lisboetas», uma pequena seleção de imagens a partir das 8700 fotografias produzidas pelos alunos do projeto, sob o mote «A diferença que não é sinónimo de distância».

O encontro vai decorrer no Auditório da Escola Secundária de Camões, pelas 14h30, e a entrada é gratuita.

O Serviço Jesuíta aos Refugiados é uma organização internacional católica, com a missão de acompanhar, servir e defender refugiados, deslocados à força e migrantes irregulares, em situação de extrema vulnerabilidade social, estando presente em Portugal desde 1992.

LS

Nacional | Agência Ecclesia | 2013-07-15 | 08:53:00 | 1834 Caracteres | Educação, Jesuítas, Migrações

Partilhar

É importante