Religiosidade dos portugueses contagia americanos


Em pleno Verão, as comunidades portuguesas residentes no estrangeiro recordam as suas raízes lusitanas e vivem a suas devoções nas paróquias onde estão inseridas. No Vale de S. Joaquim - na Califórnia, Estados Unidos da América (EUA) - existe uma grande comunidade de açorianos. Este ano receberam um pregador português, Pe. Tony Neves, Missionário Espiritano, que chegou ontem (30 de Agosto) daquele país do outro lado do Atlântico e disse à Agência ECCLESIA que ficou surpreendido a “forte mobilização daquelas gentes”.
Neste território – “considerado o vale mais fértil do mundo” – existe uma forte implantação agrícola. Na comunidade de Turlock – habitualmente tem cerca de 1000 pessoas na Eucaristia – a festa de Nossa Senhora da Assunção dos Portugueses congregou “mais de 10 mil pessoas”. Antes desta há uma novena que junta portugueses vindos dos mais variados pontos deste país do continente americano. “Muitos deles trazem o seu carro-casa (Roulote) para puderem participar na festa” – referiu este missionário Espiritano.
A festa com características açorianas onde não falta “o famoso bodo de leite - tradição vinda dos Açores associada à Festa de Pentecostes e a Santo Antão” – tem um colorido “extraordinário”. A língua de Camões predomina e a procissão em honra de Nossa senhora da Assunção é “muito parecida com as procissões de Nossa Senhora de Fátima” – concluiu.

Nacional | Luís Filipe Santos | 2006-08-31 | 17:41:00 | 1385 Caracteres | Religiosidade Popular


© 2009 Agência Ecclesia. Todos os direitos reservados - agencia@ecclesia.pt