Internacional

Vaticano: Papa recebeu habitantes das áreas atingidas pelos terramotos na Itália

Agência Ecclesia
...

Francisco convidou a reconstruir com as mãos e o coração

Cidade do Vaticano, 05 jan 2017 (Ecclesia) - O Papa recebeu hoje um grupo de habitantes das áreas atingidas pelos terramotos do centro da Itália, em agosto e novembro de 2016, causando a morte de mais de 300 pessoas.

Francisco disse que é preciso sujar as “mãos” “reconstruir os corações, ainda antes das casas”, reconstruir o “tecido social e humano”.

Citando testemunhos ouvidos antes da sua intervenção, na sala Paulo VI, o Papa admitiu que a “dor é grande” para as pessoas que perderam entes queridos.

“Os corações estão feridos, mas há uma palavra que ouvimos hoje, reconstruir os corações”, precisou, deixando uma mensagem de “esperança”.

Francisco convidou todos a evitar “palavras vazias, notícias que não respeitam, que não têm ternura diante da dor”.

No meio do sofrimento, prosseguiu, houve “milagres”, “reconciliações”, num tempo de reencontros.

“A vizinhança faz-nos mais humanos”, defendeu.

O Papa falou de cicatrizes que “vão ficar para toda a vida e serão a memória deste momento de dor”, mesmo para que teve a “sorte de ter saído com vida”.

Francisco mostrou-se “orgulhoso” dos párocos que permaneceram nos locais atingidos, “pastores que não fogem quando veem o lobo”, e desafiou os sobreviventes a “ter a coragem de sonhar mais uma vez”.

“Obrigado por terem vindo, hoje e nalgumas audiências destes meses. Obrigado por tudo o que fizeram”, concluiu.

O Papa passou largos minutos a cumprimentar as pessoas na sala Paulo VI, ao longo do corredor, com especial destaque para as crianças.

Francisco visitou no último dia 4 de outubro a localidade de Amatrice, uma das zonas afetadas pelo sismo no centro de Itália, para encontrar-se com as vítimas e as suas famílias.

“Quando soube do que aconteceu, naquela manhã, assim que acordei encontrei uma nota na qual se falava dos dois abalos, senti duas coisas: tenho de ir lá; depois, senti dor, muita dor, e com essa dor fui celebrar a Missa naquele dia”, recordou hoje.

D. Domenico Pompili anunciou esta semana que Francisco vai batizar no Vaticano oito crianças nascidas em Amatrice e Accumoli após o terramoto de 24 de agosto.

OC

Notícia atualizada às 11h36



Papa Francisco