Nacional

Açores: Bispo considera visita da Imagem Peregrina «momento forte para todos os açorianos»

Agência Ecclesia
...
Foto: Igreja Açores
Foto: Igreja Açores

Todos os arciprestados de Angra vão acolher a imagem entre 7 de janeiro e 28 de fevereiro

Angra do Heroísmo, Açores, 07 jan 2015 (Ecclesia) – O bispo de Angra considera que a visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima aos Açores vai ser um “um momento forte” e uma oportunidade para “experimentar a misericórdia divina”, entre 07 de janeiro a 28 de fevereiro.

“É uma oportunidade para vivermos todos um momento de Graça e experimentarmos a misericórdia de Deus. Interpela-me muito como sempre nos deve interpelar a presença de Nossa Senhora na nossa vida pessoal e na vida das nossas comunidades”, disse D. António de Sousa Braga ao sítio informativo ‘Igreja Açores’.

A Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima, a número 2, chega esta quinta-feira aos Açores, mais concretamente à ilha de Santa Maria, a primeira do arquipélago a ser descoberta e que é consagrada à Virgem Maria.

“Naturalmente que a escolha desta porta de entrada no arquipélago é simbólica e traduz um pedido que eu fiz não só por ser a minha ilha de nascimento mas pelo facto de ser uma ilha que está inteiramente dedicada a Nossa Senhora”, explicou o prelado que, com o bispo coadjutor, vai receber a imagem peregrina às 18h00 locais, mais uma no continente.

A visita será acompanhada na primeira viagem pelo Reitor do Santuário de Fátima, padre Carlos Cabecinhas.

Desde o aeroporto, a Imagem vai seguir em cortejo para o Largo de Santo Antão de onde vai em procissão de velas até à igreja Matriz de Vila do Porto a partir das 19h00.

No dia 8, celebra-se nesta igreja uma Eucaristia com as crianças das escolas da ilha, às 10h00 e entre as 11h00 e as 12h30 está tem lugar uma celebração comunitária do perdão e a partir das 15h00 a Missa dos idosos e doentes é animada pelo Coro dos Idosos.

Este sábado, dia 9, do programa da visita destaca-se a Missa campal no Largo de Nossa Senhora da Conceição e depois a Imagem peregrina ruma para a Ilha de São Miguel, às 12h30.

“Não escolhi esta data por coincidir com o fim do meu episcopado, mas vejo-a agora como um final muito feliz”, comentou D. António de Sousa Braga assinalando que é “interessante” a coincidência com o início do episcopado do novo bispo de Angra “cuja ligação à mensagem de Fátima é grande”.

O bispo coadjutor, D. João Lavrador, foi capelão do Carmelo de Coimbra onde residia a irmã Lúcia, vidente das aparições na Cova da Iria, e, por isso, “tem uma forte familiaridade com a mensagem de Nossa Senhora”, destacou.

A Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima vai visitar as oito ouvidorias da Ilha de São Miguel até ao dia 31 de janeiro e depois segue o seu périplo para as ilhas do Grupo Ocidental, Flores e Corvo, sempre acompanhada por D. João Lavrador.

O périplo da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima aos Açores termina na Sé de Angra, Ilha Terceira, de onde vai sair a 28 de fevereiro pela Porta da Misericórdia que foi aberta pela primeira vez nos últimos 15 anos, a 13 de dezembro de 2015, no contexto do Jubileu da Misericórdia.

A Imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima já visitou a Diocese de Angra nas décadas de 40 e de 80 e foi um momento de grande celebração que o prelado quer “repetir”.

“Vamos repetir esse entusiasmo e aproveitar para viver esta manifestação e nos aproximarmos de Deus e do seu perdão”, conclui D. António de Sousa Braga.

IA/CB



Fátima