Nacional

Açores: É preciso «consolidar» apoio aos sacerdotes mais necessitados

Agência Ecclesia
...

Preocupação da Irmandade de São Pedro ad Vincula

Angra do Heroísmo, 19 nov 2014 (Ecclesia) - A Irmandade de São Pedro ad Vincula, associação do clero dos Açores que tem como principal missão apoiar os sacerdotes locais na velhice, está a comemorar 410 anos de existência.

Em entrevista ao portal “Igreja Açores”, o responsável por aquele projeto, padre João Maria Mendes, revela as duas grandes prioridades atuais da Irmandade: “garantir a sustentabilidade do Fundo de Solidariedade do Clero e promover a adaptação da Casa Sacerdotal, em Angra do Heroísmo, a novas valências”.

Criado em 2013 em parceria com a Diocese de Angra, o fundo tem como principal função ajudar o clero reformado, com mais de 75 anos, que tenham pensões abaixo do rendimento estipulado em termos paroquiais, que é de 800 euros.

Embora o apoio já estivesse a ser concedido em anos anteriores, este projeto representou “um salto qualitativo na lógica desta ajuda pois permitirá ultrapassar o mero assistencialismo”, sublinha o padre João Maria Mendes, para quem agora é prioritário “solidificar a sustentabilidade deste Fundo”.

“Para que daqui a quatro ou cinco anos, quando os primeiros sacerdotes precisarem dele, o possamos garantir”, complementa.

Outro projeto nas mãos da Irmandade é aumentar a capacidade de resposta da atual Casa Sacerdotal, de que é proprietária, para que se for necessário possa acolher mais padres que precisem de cuidados.

IA/JCP



Diocese de Angra Clero, Seminários e Vocações