Nacional

Açores: Presidente do Governo manifesta pesar pelo falecimento de D. Aurélio Granada Escudeiro

Agência Ecclesia
...
D.R. / Carlos César
D.R. / Carlos César

Carlos César destaca antigo bispo de Angra como uma figura que «marcou a Igreja Católica» na região

São Miguel, Açores, 27 ago 2012 (Ecclesia) – O presidente do Governo Regional dos Açores manifestou este domingo o seu pesar pelo falecimento do bispo emérito de Angra, D. Aurélio Granada Escudeiro, elogiando a sua “ação episcopal”.

Carlos César, que se encontra nos Estados Unidos da América como convidado de honra das ‘Grandes Festas do Divino Espírito Santo da Nova Inglaterra’, salientou “a figura e o papel” do falecido bispo, “que durante décadas marcou a Igreja Católica nos Açores”, refere a nota publicada no site do Governo Regional.

Nesta terça-feira decorrem exéquias às 11h00 locais (mais uma hora em Lisboa) na igreja de São José, em Ponta Delgada, ilha de São Miguel, onde o prelado faleceu este sábado, aos 92 anos, adiantou a Diocese de Angra.

A celebração vai ser presidida por D. Augusto César, bispo emérito de Portalegre-Castelo Branco, diocese de onde D. Aurélio Escudeiro era natural.

O bispo de Angra, D. António de Sousa Braga, que se encontra no estrangeiro, vai dirigir na quarta-feira nova celebração exequial na Catedral de Angra do Heroísmo, seguida do funeral, que poderá realizar-se às 11h00 ou às 15h00, conforme os horários dos voos das companhias aéreas, indica a página da diocese.

O presidente do Governo dos Açores far-se-á representar nas cerimónias fúnebres de D. Aurélio Granada Escudeiro pelo secretário Regional do Ambiente e do Mar, Álamo Meneses, e pelo subsecretário Regional dos Assuntos Europeus e Cooperação Externa, Rodrigo Oliveira.

Natural de Alcains, Castelo Branco, D. Aurélio Granada Escudeiro nasceu a 29 de maio de 1920 e fez os seus estudos nos Seminários de Gavião, Alcains e Olivais.

Ordenado padre em Portalegre, a 17 janeiro de 1943, foi escolhido pelo Papa Paulo VI para bispo coadjutor de Angra a 18 de março de 1974 e recebeu a ordenação episcopal a 26 de maio desse ano.

A 30 de junho de 1979 foi nomeado bispo residencial da diocese açoriana, tendo precedido no cargo a D. António de Sousa Braga.

O 37.º bispo de Angra recebeu o Papa João Paulo II, em abril de 1991, na visita às ilhas Terceira e de São Miguel.

D. Aurélio Granada Escudeiro apresentou a renúncia em abril de 1996 e viu D. António de Sousa Braga suceder-lhe no cargo em junho desse ano; regressou à sua terra natal, mas viria a fixar residência na Casa Sacerdotal de Ponta Delgada em maio de 2011.

OC/RJM



Diocese de Angra