Nacional

EMRC: 2000 alunos no VII Encontro Nacional do Ensino Secundário

Agência Ecclesia
...

Estudantes vão ser confrontados com diferentes experiências e testemunhos de vida

Aveiro, 21 abr 2017 (Ecclesia) – O Encontro Nacional do Ensino Secundário dirigido aos alunos de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) realiza-se em São Jacinto, Aveiro, a partir de hoje.

«[Re]liga-te» é o tema do encontro que vai reunir cerca de 2000 alunos, segundo dados adiantados pelo portal 'Educris'.

"Vindos de 15 dioceses do país, em representação de 71 agrupamentos de escolas, os alunos vão encontrar-se, na tarde de sexta-feira, no quartel de São Jacinto onde iniciarão um jogo de pista que durará até ao final do encontro", refere a nota informativa.

O Educris vai acompanhar  encontro nas redes sociais Facebook e Twitter, com a hashtag #VIIENES criada para o efeito.

Na carta dirigida a todos os professores de EMRC, a equipa da disciplina do Secretariado Nacional da Educação Cristã (SNEC) afirma que este encontro é um momento privilegiado para proporcionar “um espaço de reflexão/conhecimento das principais experiências religiosas do mundo” através de um conjunto de “testemunhos de vida e vivências em campos de refugiados, e/ou perseguições com a origem em conflitos étnico-religiosos”, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

Na missiva, os organizadores desta atividade apontam para a necessidade de formar os mais jovens “num percurso pessoal e grupal onde queremos afirmar que é possível ultrapassar barreiras e construirmos a Paz” e lembram que “como cristãos, temos a obrigação de, para além de refletir, sermos atuantes num mundo em constante mutação e agitação, onde os princípios básicos como o direito à vida e as condições básicas de sobrevivência não assegurados mas muitas vezes “atropelados” pela discriminação social, cultural, étnica e religiosa, refere o documento.

A proposta para os dois dias de encontro passa, por “não ser indiferente” e voltar a “[re]ligar cada um consigo, com os outros, com a natureza e com Deus” a partir da experiência do religioso “enquanto experiência construtora de paz”.

LFS/OC



EMRC