Nacional

Fátima 2017: Papa rezou pela paz na Capelinha das Aparições

Agência Ecclesia
...

Oração evocou dores da humanidade

Fátima, 12 mai 2017 (Ecclesia) – O Papa Francisco rezou hoje pela paz, na sua primeira intervenção pública em Fátima, junto da imagem venerada na Capelinha das Aparições, ao pé da qual depositou um ramo de flores.

“Peregrino da Paz que neste lugar anuncias, louvo a Cristo, nossa paz, e para o mundo peço a concórdia entre todos os povos”, disse, em português.

Após ter rezado em silêncio durante cerca de oito minutos, num gesto que a multidão acompanhou, o Papa dirigiu-se à “Senhora da veste branca”, no local onde há cem anos mostrou “os desígnios da misericórdia do nosso Deus”, e apresentou-se como “bispo vestido de branco”.

“Seremos, na alegria do Evangelho, a Igreja vestida de branco, da alvura branqueada no sangue do Cordeiro derramado ainda em todas as guerras que destroem o mundo em que vivemos”, recitou.

A oração apresentou na Cova da Iria as causas da paz e as “dores da família humana".

O Papa recordou o exemplo dos “bem-aventurados Francisco e Jacinta”, os pastorinhos que vai canonizar a 13 de maio, e de todos os que se entregam à mensagem do Evangelho.

“Percorreremos, assim, todas as rotas, seremos peregrinos de todos os caminhos, derrubaremos todos os muros e venceremos todas as fronteiras, saindo em direção a todas as periferias, aí revelando a justiça e a paz de Deus”, acrescentou.

oração concluiu-se com uma consagração do Papa à “Virgem do Rosário de Fátima”, antes de venerar a imagem da Capelinha e ali depositar a Rosa de Ouro, como forma de homenagem.

Francisco esteve em oração silenciosa durante mais alguns minutos, antes de se retirar para a Casa de Nossa Senhora do Carmo, onde janta em privado.

OC



Fátima