Nacional

Fátima: Bispo do Porto evocou «dor e lágrimas» de vítimas dos incêndios

Agência Ecclesia
...
fatima.pt
fatima.pt

D. António Francisco dos Santos presidiu à Missa dominical na Cova da Iria

Fátima, 18 jun 2017 (Ecclesia) – O bispo do Porto, D. António Francisco dos Santos, recordou hoje em Fátima a “dor e lágrimas” das populações atingidas pelos incêndios na zona de Pedrógão grande, este sábado.

“Este céu de azul e de sol que nesta manhã nos cobre e nos abraça, toldou-se de dor e de lágrimas”, disse o prelado, que presidiu à Missa dominical no recinto de oração da Cova da Iria.

Esta Eucaristia assinalou a Peregrinação Nacional dos Missionários da Boa Nova e a Peregrinação Jubilar das Pessoas com Deficiência e suas famílias, informa o Santuário de Fátima.

D. António Francisco dos Santos sublinhou, a respeito da tragédia de Pedrógão Grande, alguns dos documentos da Igreja que alertam para a necessidade de cuidar da “casa comum”.

“É necessário que todos nós respeitemos a vida, os bens, as pessoas, o clima, a natureza desta casa comum de todos nós. É necessário que façamos da educação para os valores, do respeito por nós e pelos outros um dever maior e primeiro. É necessário que façamos do cuidado dos outros a nossa maior missão”, salientou, numa intervenção citada pela página oficial do Santuário.

O bispo do Porto recordou as pessoas que estão a sofrer devido ao incêndio.

“Fazemos nossas as lágrimas de tantos que sofrem e colocamos no coração de Deus e agradecemos aqueles que juntam às lágrimas que choraram ontem e hoje e que chorarão ao longo da vida o suor da sua oblação, a coragem da sua entrega, a dedicação ao serviço dos outros: nos bombeiros, na proteção civil, nas autoridades locais, nos voluntários anónimos, nos vizinhos, tantas vezes atentos e desesperados, que velam e defendem os bens dos outros e a sua vida”, declarou.

Na Eucaristia participaram, entre outros, 96 grupos de peregrinos inscritos de 14 países.

O incêndio que deflagrou no sábado no concelho de Pedrógão Grande, tendo alastrado aos concelhos de Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, já provocou mais de 60 mortes, estando este número em atualização.

Além de elevados danos materiais provocados pelos incêndios, há ainda a registar mais de 50 feridos, incluindo bombeiros voluntários, quatro dos quais em estado grave.

O Santuário de Fátima anunciou hoje que vai disponibilizar “ajuda material” para as vítimas do “grande incêndio” que atingiu Pedrógão Grande, assim que seja possível.

“Acompanhamos as vítimas, os desalojados, os feridos e os que perderam algum ente querido com a nossa oração, mas também materialmente iremos disponibilizar ajuda monetária” afirmou o reitor do Santuário de Fátima em declarações à Sala de Imprensa da instituição, enviadas à Agência ECCLESIA.

OC



Fátima Incêndios