Nacional

Fátima: Canonização a 13 de maio vem confirmar «força» da mensagem transmitida aos pastorinhos - D. Carlos Azevedo

Agência Ecclesia
...
Fatima.pt
Fatima.pt

Responsável português no Vaticano sublinha «enorme carinho» de Portugal pelo Papa Francisco

Lisboa, 20 abr 2017 (Ecclesia) - D. Carlos Azevedo, delegado do Conselho Pontifício da Cultura (Santa Sé), disse à Agência ECCLESIA que a decisão tomada pelo Papa de canonizar Francisco e Jacinta Marto, a 13 de maio, é um sinal de “apreço” por Fátima.

“A canonização é o confirmar da verdade e da força dessa mensagem. Do vigor que essa mensagem tem na incidência da história atual”, referiu o responsável português no Vaticano à Agência ECCLESIA.

O anúncio da decisão do Papa foi feito hoje durante um Consistório Público, reunião formal com cardeais, no Vaticano.

Para D. Carlos Azevedo, a escolha da Cova da Iria como local para a proclamação dos Beatos Francisco e Jacinta como santos “é uma forma de testemunhar o apreço por Fátima”, em coincidência com o Centenário das Aparições.

O delegado do Conselho Pontifício da Cultura sublinha ainda a “economia de meios” que permite que muitas pessoas participem na canonização sem necessidade de ir a Roma.

O bispo assinala o “enorme carinho que Portugal tem pelo Papa Francisco” motiva esta vontade de estar perto dele, considerando que a canonização será “uma mais-valia de peregrinação e presença em Fátima”.

D. Carlos Azevedo, que acaba de publicar o livro ‘Fátima - das Visões dos Pastorinhos à Visão Cristã’, afirma que a beatificação de Francisco e Jacinta tinha sido o momento “mais difícil” por ser a primeira vez que se beatificavam crianças com aquela idade.

“Foi necessário o pronunciamento de muitos teólogos em ordem ao avanço da beatificação”, recorda.

LFS/OC



Pastorinhos de Fátima