Nacional

Fátima: Estátua de homenagem ao padre Luis Kondor

Agência Ecclesia
...

A cerimónia pretende também comemorar os 50 anos do Calvário Húngaro

Fátima, Santarém, 07 mar 2015 (Ecclesia) - A Embaixada da Hungria e a Associação Portugal-Hungria para a Cooperação promovem hoje uma homenagem ao padre Luis Kondor, em Fátima.

Naquela cidade, pelas 11h30m, vai ser inaugurada uma estátua do padre Kondor na praça com o seu nome, obra do arquiteto Sousa Araújo, lê-se no site da diocese de Leiria-Fátima.

A cerimónia pretende também comemorar os 50 anos do Calvário Húngaro, que muito se deve à ação deste sacerdote, tem início com uma Eucaristia presidida pelo Bispo de Leiria-Fátima. D. António Marto.

No auditório do Hotel Steyler, às 15h00, será proferida uma conferência sobre o Calvário Húngaro, por Marco Daniel Duarte, diretor dos Serviços de Estudos e Difusão do Santuário de Fátima.

“Está prevista a presença nestes atos do presidente da República da Hungria, do cardeal primaz da Hungria, além de outras personalidades civis e eclesiásticas nacionais e internacionais”, realça a nota.

Nascido a 22 de junho de 1928 na Hungria, Luis Kondor entrou aos 18 anos para a Congregação do Verbo Divino.

Fugiu da ocupação russa para a Áustria e, depois, para a Alemanha, onde foi ordenado em 1953 e veio para a casa da congregação na diocese de Leiria em 1954 e aqui se tornou um verdadeiro “apóstolo de Fátima” pelo mundo.

Editava também um boletim regular em sete línguas sobre os pastorinhos Francisco e Jacinta, para cuja causa de beatificação foi nomeado vice-postulador em 1960 e que desempenhou até à morte, em 2009.

Em 2006 foi agraciado com a insígnia de Comendador da Ordem de Mérito, atribuída pelo presidente da República, Jorge Sampaio.

LFS



Fátima