Nacional

Fátima: Reitor pede «rigor teológico nas reflexões» da Oração do Terço e meditações adequadas à realidade quotidiana

Agência Ecclesia
...

Fátima, Santarém, 06 jan 2016 (Ecclesia) – O reitor do Santuário de Fátima pediu “rigor teológico nas reflexões” e “meditações adequadas à realidade quotidiana” na recitação do Terço aos sacerdotes que presidem e animam esta oração diariamente na Capelinha das Aparições, às 18h30.

“É um momento de oração seguido por muita gente - através das antenas da Rádio Renascença e Canção Nova- e, por isso, constitui um desafio para redobrarmos os cuidados de linguagem e de rigor teológico”, disse o padre Carlos Cabecinhas, na reunião realizada esta terça-feira.

Na informação enviada à Agência ECCLESIA, o sacerdote pediu que se evite o “automatismo” e precisou que os conteúdos das reflexões “devem ser apelativos e transmitirem a verdade da fé adequadamente”.

O reitor do Santuário mariano de Fátima frisou a “importância e a abrangência” da Oração do Terço sublinhando que todos têm “consciência” de que este momento tem um “impacto enorme porque são várias as pessoas, em todo o mundo, que o seguem” e “aprendem a rezar assim”.

O padre Carlos Cabecinhas apelou ainda aos sacerdotes que não se esqueçam do tema do ano pastoral do Santuário para 2015-2016 - Eu vim para que tenham Vida – recordou que é o ano do centenário das aparições do Anjo aos três videntes de Fátima e a Igreja vive o Jubileu Extraordinário da Misericórdia.

“Todos estes aspetos marcam necessariamente o ano pastoral que agora se inicia e também devem ser tidos em conta nas nossas reflexões e meditações”, observou.

“É na misericórdia de Deus que encontramos a palavra-chave para interpretarmos a mensagem de Fátima que não nos desvia para o periférico e secundário mas leva-nos ao essencial da fé cristã”, desenvolveu o reitor.

Ainda no contexto do 29.º Jubileu da história da Igreja Católica, o padre Carlos Cabecinhas assinalou que o Ano da Misericórdia é um “desafio” a interpretarem a mensagem de Fátima “à luz da misericórdia de Deus”, afinal esta mensagem mariana é um convite a “experimentar e testemunhar a misericórdia de modo renovado”.

Segundo o Serviço de Informação do Santuário de Fátima participaram nesta reunião cerca de duas dezenas de sacerdotes que presidem ao Rosário na Capelinha das Aparições e os responsáveis dos órgãos de comunicação social, na Casa de Retiros de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Com o objetivo de “acertar aspetos que melhorem” a transmissão radiofónica do Rosário, desde Capelinha das Aparições, esta reunião realiza-se desde 2004 mas “só começou a ganhar periodicidade” a partir de 2013.

SISF/CB



Fátima