Nacional

Fátima: Santuário evoca escultora Graça Costa Cabral

Agência Ecclesia
...
fatima.pt
fatima.pt

Artista deixou marca na valorização da arte sacra contemporânea em Portugal

Fátima, Santarém, 23 jan 2016 (Ecclesia) – O Santuário de Fátima evocou a obra da escultora Graça Costa Cabral (1938-2016), falecida esta quinta-feira, e a sua importância na projeção do espaço como “lugar fecundo de arte contemporânea religiosa” em Portugal

Numa nota divulgada através da página do santuário na internet, a instituição católica lamenta o falecimento da artista açoriana, fundadora do Ar.Co - Centro de Arte e Comunicação Visual.

“Entre os nomes da galeria dos artistas que trabalharam para o Santuário de Fátima encontra-se o de Graça Costa Cabral, responsável por diferentes esculturas que também em Fátima se mostram testemunho coerente do percurso desta autora”, refere a nota intitulada ‘A obra de Graça Costa Cabral (1938-2016) no Santuário de Fátima: erudição cinzelada na pedra’, assinada pelo diretor do Museu do Santuário de Fátima.

“Como em tantas das suas obras, também em Fátima a escultora trata os volumes de forma rotunda, o mesmo é dizer, redonda, no que este conceito tem de aproximação à ideia de perfeição” sublinha Marco Daniel Duarte.

Natural da ilha de São Miguel, no arquipélago dos Açores, Graça Costa Cabral vivia e trabalhava em Lisboa, tendo realizado várias obras para este Santuário, nomeadamente a escultura de Nossa Senhora Mãe do Bom Pastor que se encontra no Centro Pastoral de Paulo VI, datada de 1986; o monumento evocativo dos Padres Manuel Nunes Formigão e Luís Fischer, de 1998, e as esculturas dos Beatos Francisco e Jacinta Marto, no recinto de oração, ali colocadas em 2003.

“Subjaz à relação que manteve com a temática de Fátima, na qual se integra ainda uma abordagem à Capela do Espírito Santo, proposta em 1990 e que não chegou a ser concretizada, a insistência da criação artística a partir das fontes históricas, não para mimetizar as formas antigas mas para as recriar a partir de uma linguagem muito própria, devedora da evolução artística da escultura de Novecentos” refere ainda a nota oficial.

CR/OC

Notícia alterada às 14h11



Fátima