Nacional

Igreja: Bispos reúnem-se em Fátima para Jornadas Pastorais sobre orientações do Papa para a família

Agência Ecclesia
...

Arcebispo de Madrid é um dos conferencistas convidados

Lisboa, 19 jun 2017 (Ecclesia) – As Jornadas Pastorais do Episcopado Português começam hoje em Fátima, reunindo dos bispos católicos para uma reflexão sobre o tema ‘Formação da consciência e discernimento’, à luz das orientações do Papa para a família.

O secretário da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), padre Manuel Barbosa, disse à Agência ECCLESIA que os conferencistas serão o cardeal Carlos Osoro Sierra, arcebispo de Madrid, e Humberto Miguel Yanez Molina, jesuíta, que é diretor do Departamento de Teologia Moral da Universidade Gregoriana em Roma.

A questão começou a ser abordada na Assembleia Plenária de abril, quando a CEP debateu a exortação apostólica pós-sinodal “A alegria do Amor”, do Papa Francisco, sobretudo no que toca ao capítulo VIII do documento, que alerta para a urgência de “acompanhar, discernir e integrar a fragilidade”, na relação entre a Igreja Católica e as famílias.

O foco esteve nos “critérios” que devem orientar a “aplicação” pastoral do referido capítulo, numa reflexão que vai prosseguir agora nas jornadas pastorais, até quarta-feira.

Nos trabalhos vão marcar ainda presença dois casais e um padre num painel de testemunhos sobre a temática.

Como habitualmente nas jornadas, que são de estudo, não está previsto encontro com comunicação social.

Participam nesta iniciativa os bispos portugueses, o núncio apostólico e um convidado de cada diocese.

Ainda em abril, a assembleia refletiu sobre o Documento Preparatório da XV Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos de 2018, sob o tema ‘Os jovens, a fé e o discernimento vocacional’.

Durante as jornadas vão ainda tomar posse as sete comissões episcopais, cujas presidências foram escolhidas durante a última Assembleia Plenária da CEP.

A comissão que acompanha o setor da Educação Cristã e Doutrina da Fé vai passar a ser presidida por D. António Moiteiro, bispo de Aveiro; D. António Francisco dos Santos, bispo do Porto, é o novo presidente da Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana.

Para o setor do Laicado e Família foi eleito D. Joaquim Mendes, bispo auxiliar de Lisboa, e para o das Vocações e Ministérios D. António Augusto Azevedo, bispo auxiliar do Porto.

D. João Lavrador, bispo da Diocese de Angra, assume a presidência da comissão da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais para o triénio 2017-2020.

Do anterior triénio transitam, como presidentes, D. José Cordeiro, bispo de Bragança-Miranda, na comissão de Liturgia e Espiritualidade; e D. Manuel Linda, bispo das Forças Armadas e de Segurança, na Comissão Episcopal da Missão e Nova Evangelização.

A CEP foi formalmente reconhecida a seguir ao Concílio Vaticano II, em 1967, com a ratificação pela Santa Sé dos primeiros Estatutos aprovados na Assembleia Plenária de 16 de maio, revistos posteriormente em 1977, 1984, 1999 e 2005.

PR/OC