Nacional

Igreja: D. Manuel Clemente reeleito presidente da Conferência Episcopal Portuguesa

Agência Ecclesia
...
Foto: Lusa
Foto: Lusa

D. António Marto continua como vice-presidente do organismo

Fátima, 26 abr 2017 (Ecclesia) – O cardeal-patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, foi hoje reeleito na presidência da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), durante a Assembleia Plenária que decorre até quinta-feira em Fátima.

D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima, continua  como vice-presidente para o triénio 2017-2020, adiantou o secretário da CEP, o padre Manuel Barbosa, que também foi reconduzido nesta função.

D. Manuel Clemente, de 69 anos, foi nomeado patriarca de Lisboa pelo Papa Francisco a 18 de maio de 2013, após a resignação do cardeal D. José Policarpo, que faleceu em março de 2014, e foi criado cardeal no consistório de 14 de fevereiro de 2015; anteriormente, tinha sido bispo do Porto.

Após a resignação de D. José Policarpo, D. Manuel Clemente foi eleito como presidente interino da CEP em junho de 2013 e reeleito no cargo, em abril de 2014, para um mandato de três anos.

A Assembleia Plenária elegeu como vogais do Conselho Permanente da CEP D. Anacleto Oliveira, bispo de Viana do Castelo; D. Virgílio Antunes, bispo de Coimbra; D. José Ornelas, bispo de Setúbal; D. Antonino Dias, bispo de Portalegre-Castelo Branco; e D. José Cordeiro, bispo de Bragança-Miranda.

Estes três últimos nomes são novidades num conselho que deixa assim de contar com a presença dos arcebispos de Évora e Braga e do bispo do Porto.

A CEP foi formalmente reconhecida a seguir ao Concílio Vaticano II, em 1967, com a ratificação pela Santa Sé dos primeiros Estatutos aprovados na Assembleia Plenária de 16 de maio, revistos posteriormente em 1977, 1984, 1999 e 2005.

Além da Assembleia Plenária, a CEP tem como órgãos (eleitos por 3 anos) o Conselho Permanente as Comissões Episcopais (que em 2011 passaram para 7) e, de carácter executivo, o Secretariado-Geral e os Secretariados Nacionais.

A Assembleia Plenária da CEP reúne-se, ordinariamente, duas vezes por ano, e o Conselho Permanente todos os meses.

OC



Conferência Episcopal Portuguesa