Nacional

Igreja: Responsável pelo setor da Cultura recorda artista Alberto Carneiro

Agência Ecclesia
...

Lisboa, 19 abr 2017 (Ecclesia) - O presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais, D. Pio Alves, manifestou a sua homenagem ao artista Alberto Carneiro, falecido a 15 de abril.

“Que o Deus da bondade e da misericórdia o ajude a encontrar os frutos da ‘Árvore da Vida’”, refere o bispo auxiliar do Porto.

Alberto Carneiro, que nasceu a 20 de setembro de 1937, em S. Mamede do Coronado, é o autor da peça escultórica significativa do prémio ‘Árvore da Vida’, criado e atribuído pelo Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura (SNPC), da Igreja Católica em Portugal.

“Contactado no seu início pelo então diretor do Secretariado, padre Tolentino de Mendonça, teve a gentileza de conceber e oferecer o fruto do seu trabalho”, recorda D. Pio Alves, num testemunho publicado pelo SNPC.

Os exemplares esgotaram-se ao fim de 10 anos e a sua produção não foi continuada sem prévia autorização do autor, que acedeu de imediato e graciosamente.

“Pedi um encontro. Recebeu-me no seu ateliê juntamente com o pároco de S. Mamede do Coronado (Trofa), padre Rui Miguel Mota. Foi uma conversa repousada e amável. Falou, entre outras coisas, da sua obra, com base em esteios, plantada em espaço público na sua terra natal, S. Mamede”, refere D. Pio Alves.

O presidente da Comissão Episcopal responsável pelo setor da Cultura evoca uma conversa sobre a infância e o crescimento de Alberto Carneiro.

“Sem outras explicações, lia-se nas entrelinhas a assunção de que a vida, depois, decorreu por outros caminhos”, assinala.

OC