Nacional

Igreja/Cultura: D. Manuel Clemente homenageia percurso atento a «todos» do padre Carreira das Neves

Agência Ecclesia
...
Foto: Daniel Rocha-Paulinas
Foto: Daniel Rocha-Paulinas

Exéquias do professor de Teologia Bíblica vão ser presididas pelo cardeal-patriarca este sábado, às 10h00, no Seminário da Luz, em Lisboa

Lisboa, 28 abr 2017 (Ecclesia) - O cardeal-patriarca de Lisboa prestou hoje homenagem ao franciscano Joaquim Carreira das Neves, que faleceu aos 82 anos de idade, sublinhando a sua capacidade de diálogo e acolhimento.

“No coração do padre Carreira das Neves todos tinham vez e cabimento. Essa sua vontade de fazer pontes, de aproximar, era patente”, disse à Agência ECCLESIA.

D. Manuel Clemente manifestou a sua “gratidão” pelo percurso do professor de Teologia Bíblica na Universidade Católica Portuguesa (UCP), um homem com “capacidade inclusiva, no atendimento de todos, em que se salientou”.

As exéquias do religioso francisco vão ser presididas pelo cardeal-patriarca este sábado, às 10h00, no Seminário da Luz, em Lisboa; o corpo do frei Joaquim Carreira das Neves vai estar em câmara ardente neste seminário, a partir das 14h00, e hoje vai ser celebrada uma Missa de sufrágio, pelas 19h00.

O presidente da Conferência Episcopal Portuguesa recorda “tudo aquilo que o padre Carreira Neves fez” na UCP, “durante tantos anos”.

“Foi dos professores mais presentes, mais disponíveis para tudo o que fosse preciso fazer”, refere o cardeal-patriarca.

O padre Carreira das Neves foi autor de várias obras científicas e de divulgação, tendo colaborado regularmente com o Programa ECCLESIA (RTP2).

D. Manuel Clemente evoca a “familiaridade” e a “disponibilidade” do falecido sacerdote, uma personalidade “absolutamente franciscana”.

Joaquim Carreira das Neves nasceu a 26 de junho de 1934 na Caranguejeira (Leiria) e foi ordenado sacerdote a 13 de julho de 1958; licenciou-se em Teologia em Roma, doutorando-se em Teologia Bíblica na Universidade Pontifícia de Salamanca (1967), sobre a Teologia na tradução grega dos setenta.

PR/OC



Diocese de Lisboa Franciscanos