Nacional

Incêndios: Cáritas disponibiliza 200 mil euros para ajuda imediata à população

Agência Ecclesia
...
Foto: Lusa
Foto: Lusa

Organização católica abre conta solidária para recolha de fundos

Lisboa, 18 jun 2017 (Ecclesia) - A Cáritas Portuguesa e a Cáritas Diocesana de Coimbra apelaram hoje à solidariedade com as vítimas dos incêndios que atingiram as populações de populações de Pedrógão Grande, Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos.

"A Cáritas Portuguesa disponibiliza desde já uma verba de apoio (200 mil euros) às necessidades emergentes da população no local. Várias dioceses e comunidades cristãs manifestaram também o seu apoio a e a sua disponibilidade para colaborar com a Cáritas nesta resposta solidária", adianta a nota de imprensa enviada à Agência ECCLESIA.

A organização católica informou esta tarde que, tendo em conta as "circunstâncias altamente dramáticas e anormais, bem como, a dimensão dos estragos causados pelos vários fogos", decidiu avançar com a abertura de uma conta solidária, 'Cáritas com Portugal abraça vítimas dos incêndios', para apoiar todas as vitimas dos incêndios.

A Cáritas Portuguesa está a acompanhar a situação no local, através do seu presidente, Eugénio Fonseca, juntamente com o presidente da Cáritas de Coimbra, padre Luís Costa, diocese que abrange várias das localidades mais atingidas.

"Ainda que Pedrogão Grande e Figueiró dos Vinhos sejam as zonas mais atingidas, os recursos angariados através desta conta solidária destinam-se, também, a apoiar as vitimas dos restantes incêndios que estão ativos e que deixam nas várias populações marcas de destruição", refere a instituição, que fala em 150 famílias desalojadas.

A conta 'Cáritas com Portugal abraça vítimas dos incêndios' (Caixa Geral de Depósitos) tem o número 0001 200000 730 e o IBAN PT50 0035 0001 00200000 730 54.

O incêndio que deflagrou no sábado no concelho de Pedrógão Grande, tendo alastrado aos concelhos de Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, já provocou mais de 60 mortes, estando este número em atualização.

Além de elevados danos materiais provocados pelos incêndios, há ainda a registar mais de 50 feridos, incluindo bombeiros voluntários, quatro dos quais em estado grave.

OC/PR

Notícia atualizada às 18h00



Caritas Incêndios