Nacional

Incêndios: Papa mostrou consternação ao embaixador português junto da Santa Sé

Agência Ecclesia
...
Foto: Lusa
Foto: Lusa

António Almeida Ribeiro foi recebido para apresentar despedidas a Francisco

Roma, 19 jun 2017 (Ecclesia) – O Papa Francisco recebeu hoje embaixador de Portugal junto da Santa Sé, António Almeida Ribeiro, que vai deixar este cargo em agosto, e mostrou-se consternado com a situação provocada pelo incêndio que deflagrou este sábado em Pedrógão Grande.

“O Papa estava visivelmente consternado com a notícia”, disse o representante diplomático à Agência ECCLESIA, após o encontro.

O embaixador português começou por agradecer a “forma como o Papa se tinha referido às vítimas desta tragédia horrível”, este domingo, após a recitação do ângelus.

Já este domingo, Francisco tinha rezado no Vaticano pelas vítimas, em silêncio, após deixar uma mensagem de solidariedade.

“Manifesto a minha proximidade ao querido povo português pelo devastador incêndio que está a atingir as florestas à volta de Pedrógão Grande, causando numerosas vítimas e feridos", disse.

António Almeida Ribeiro explica que o Papa soube desta tragédia pouco antes de surgir à janela do apartamento pontifício, acrescentando esta passagem à sua intervenção.

“Ele estava verdadeiramente preocupado e comentou a seca, as altas temperaturas que se verificam, as trovoadas secas, estava bem ao corrente daquilo que se tinha passado”, sublinhou o embaixador de Portugal junto da Santa Sé.

Perante as consequências “trágicas” deste incêndio, acrescentou o diplomata, o Papa Francisco mostrou-se “triste e consternado”.

“Eu transmiti-lhe, naturalmente, o grande reconhecimento pela forma como ele se expressou e pela solidariedade que transmitiu a Portugal e, especialmente, às famílias das vítimas”, concluiu António Almeida Ribeiro.

Os últimos balanços da tragédia dão conta de 63 mortos e 134 feridos, além de 150 famílias desalojadas e elevados danos materiais.

O Governo português decretou três dias de luto nacional, a partir de domingo, na sequência do fogo que deflagrou ao início da tarde de sábado numa área florestal em Escalos Fundeiros, Pedrógão Grande (distrito de Leiria), e se alastrou aos municípios vizinhos de Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos.

OC



Papa Francisco