Nacional

Lisboa: Movimentos promovem diálogo com a sociedade durante sínodo diocesano

Agência Ecclesia
...

Lisboa, 17 dez 2014 (Ecclesia) – ‘Escutar a cidade’ é uma iniciativa de movimentos, comunidades e organizações presente no Patriarcado de Lisboa que pretende ouvir pessoas que “não partilham” a mesma “pertença eclesial” em debates mensais, no caminho para o sínodo diocesano.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, a organização da iniciativa ’Escutar a Cidade’, convida os católicos do Patriarcado de Lisboa a deixarem-se “interrogar” por outras pessoas que “não partilhando a condição de pertença eclesial” vão expor uma reflexão sobre aspetos “decisivos da sociedade, da economia, da cultura e dos modos de vida que marcam o território da diocese”.

Três a quatro convidados vão abordar em cada encontro temas como “território, quotidiano e modos de vida; política, participação e democracia; pobreza, emprego e crise financeira; linguagens, espiritualidades, sexualidades e convicções”.

As sessões são públicas e vão realizar-se no Fórum Lisboa, das 19h00 às 21h00, sempre às quintas-feiras, durante os primeiros seis meses de 2015: 15 de janeiro; 12 de fevereiro; 5 de março; 16 de abril; 14 de maio e 18 de junho.

O comunicado informa que as sínteses de cada encontro vão ser entregues ao secretariado do Sínodo e “poderão ser pontos de partida para reflexões posteriores de grupos e comunidades”.

Os 27 movimentos, comunidades e organizações que integram a iniciativa ’Escutar a Cidade’, que se revela uma “proposta no caminho” do sínodo diocesano, propõem que a sociedade tome a “palavra” para exprimir as suas “inquietações e sugerir o que espera das comunidades crentes”.

“Convocados para um Sínodo cuja última etapa terá lugar em novembro de 2016, cabe aos cristãos sair da própria comodidade e ter a coragem de alcançar todas as periferias”, alerta o comunicado.

CB/OC