Nacional

Madeira: Natal começa com «Missas do Parto», que remontam à povoação do arquipélago

Agência Ecclesia
...
Foto: Matriz de Machico
Foto: Matriz de Machico

Tradição chegou este ano mais cedo à capela do Hospital de Santa Maria, em Lisboa

Funchal, Madeira, 15 dez 2015 (Ecclesia) - As comunidades católicas na Madeira começam entre hoje e amanhã a celebrar as tradicionais ‘Missas do Parto’, novena de preparação para o Natal que decorrem habitualmente ao fim da madrugada.

“É uma das tradições religiosas madeirenses que marcam profundamente a preparação para o Natal. Mais do que apenas celebrarmos as tradições do passado, é importante que a partir delas possamos aprofundar e descobrir caminhos novos, onde a alegria própria da Festa, configure novos dinamismos evangelizadores”, assinala a Diocese do Funchal.

O bispo do Funchal, D. António Carrilho, vai presidir a estas celebrações em várias paróquias da ilha, um périplo que o leva às paróquias do Jardim da Serra, Sé, Canhas, São Martinho, Porto da Cruz, Santo António e Machico, entre as 06h00 e as 07h30.

As chamadas ‘Missas do Parto’ são uma tradição particular do arquipélago da Madeira, um momento exclusivo para cantar versos populares, em honra da Virgem Maria e do Menino Jesus, alguns dos quais remontam aos primeiros povoadores do arquipélago.

Outro fenómeno que alimenta a tradição é a mesma estrutura da novena, com a invocação ao Espírito Santo, o canto da Ladainha, o retrato da Senhora e a missa, onde também são entoadas loas à Virgem, ao seu parto e à alegria do nascimento de Jesus.

Os cânticos permanecem os mesmos de pelo menos há um século, feitos em verso.

O Secretariado Diocesano de Pastoral, à semelhança dos anos anteriores, lança algumas sugestões para as homilias das Missas do Parto, tendo em conta o Ano da Misericórdia e a nova visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima ao arquipélago.

A tradição começou este mais cedo, na manhã de segunda-feira, com uma Missa do Parto na Capela do Hospital de Santa Maria, animada e participada por alunos de Medicina, madeirenses ou com ligação à Madeira, seguida pelo tradicional convívio.

Uma experiência que começou há quatro anos, por iniciativa da Pastoral do Ensino Superior da Diocese do Funchal, como explica à Agência ECCLESIA João Francisco, um dos dinamizadores do evento.

“Houve um primeiro ano em que começamos a introduzir a Missa do Parto dos universitários; depois começamos a visitar algumas paróquias e no ano seguinte já nos pediram para ir cantar pela ilha”, relata.

Este ano, a Missa do Parto dos universitários madeirenses vai decorrer na Paróquia da Nazaré (Funchal), às 06h00 de 22 de dezembro.

“Não cantamos só por cantar, pela tradição, mas para anunciar este Jesus que vem nascer”, precisa João Francisco.

Simbolicamente, o grupo vai fazer-se acompanhar este ano, nas várias celebrações que animar na ilha da Madeira, no início do Jubileu da Misericórdia, por uma cruz em lego, para partilhar “com todos os que vão participar”.

OC



Diocese do Funchal