Nacional

Media: Pedro Lomba afastou atitudes discriminatórias no apoio à imprensa de inspiração cristã

Agência Ecclesia
...
PR/Agência ECCLESIA - Padre Elísio Assunção, vice-presidente da AIC, e Pedro Lomba, secretário de Estado
PR/Agência ECCLESIA - Padre Elísio Assunção, vice-presidente da AIC, e Pedro Lomba, secretário de Estado

Novo regime de incentivos inclui títulos de «inspiração cristã ou outra»

Terras de Bouro, Braga, 24 out 2014 (Ecclesia) – Pedro Lomba, secretário de Estado adjunto do ministro adjunto e do Desenvolvimento Regional, afirmou hoje no IX Congresso da Imprensa de Inspiração Cristã que os órgãos de comunicação da Associação não vão ser discriminados no novo regime de incentivos.

“Podem esperar abertura, não discriminação e uma atitude de valorização das publicações da imprensa de inspiração cristã ou outra que se assuma como publicação de qualidade, geradora de conteúdos e de informação, representativa de comunidades, de sensibilidades plurais”, afirmou o secretário de Estado em declarações à Agência ECCLESIA.

Pedro Lomba apresentou no Congresso da AIC o novo diploma legal de regime de incentivos para os media que, depois de concluídas as audições legais, vai ser agendado para debate a aprovação em Conselho de Ministros.

O secretário de Estado garantiu aos representantes da imprensa regional de inspiração cristã “valorização das publicações” do setor.

Pedro Lombra referiu que, ao contrário do diploma legal em vigor, a nova proposta inclui as publicações informativas “de inspiração de matriz cristã” entre as que podem “ser consideradas no âmbito do novo regime de incentivos”.

Para o secretário de Estado, “uma das formas de valorizar a imprensa em geral e a imprensa regional em particular passa por promover a criação de novos leitores”, “mais do que dar fundos às empresas”.

O novo regime de incentivos prevê o apoio a “instituições que possam gerar novos leitores para as publicações nacionais, locais ou em suportes digitais”, nomeadamente no meio escolar, exemplificou.

O novo diploma legal vai “permitir que as escolas possam subscrever assinaturas de jornais locais e regionais nas suas respetivas regiões, obrigando-se como contrapartida desse apoio a desenvolverem programas de captação e formação e apoio à literacia mediática”, afirmou Pedro Lomba

No Congresso da AIC, a decorrer em S. Bento da Porta Aberta até este sábado, secretário de Estado adjunto do ministro adjunto e do Desenvolvimento Regional referiu que o Estado não deve “centralizar”, mas “utilizar a política de incentivos para fomentar o pluralismo, o que passa por valorizar estes órgãos, tal como não acontecia no passado”.

“A imprensa regional, por razões históricas, está associada ao pluralismo de informação, de sensibilidades e inspirações diferentes, nomeadamente de inspiração cristã”, sustentou Pedro Lomba.

PR



Comunicações Sociais