Nacional

Porto: Encontro nacional dos «Jovens Sem Fronteiras» incentiva mais novos à missão nas paróquias

Agência Ecclesia
...
JSF
JSF

Presidente Diogo Azevedo apontou desafios como a pobreza e o apoio aos idosos

Porto, 12 out 2015 (Ecclesia) – O encontro nacional dos Jovens Sem Fronteiras (JSF), grupo missionário católico ligado à Congregação da Família Espiritana, desafiou os mais novos a serem agentes de solidariedade junto de quem mais precisa.

Em entrevista concedida hoje à Agência ECCLESIA, o presidente nacional dos JSF destacou “o Ano da Misericórdia que se aproxima” (8 de dezembro) e que vai marcar as atividades do grupo ao longo dos próximos meses.

“Devemos estar cada vez mais atentos aos outros, especialmente aos pobres, àquilo que eles sofrem, àquilo que eles passam, as suas tristezas, com a certeza de que podemos ajudá-los, nem que seja com um simples abraço ou com um sorriso”, frisou Diogo Azevedo.

O encontro nacional dos JSF, que juntou cerca de 250 jovens de todo o país, decorreu entre os dias 9 e 11 de outubro na Paróquia de Santo Ovídio, em Vila Nova de Gaia.

Subordinado ao tema “Ouvir com Sabedoria, Viver com Misericórdia”, o evento procurou incentivar os participantes a estarem mais envolvidos no quotidiano das suas paróquias, mais próximos das suas pessoas e instituições.

“Cada grupo JSF deve olhar para aquilo que tem na sua paróquia e dar uma nova atenção a isso. Se calhar alguns grupos não conhecem os seus lares, centros de dia ou outras instituições de apoio, mas durante este ano devem fazer esse contacto, tentar pelo menos ir lá, conhecer, ver os seus utentes e ver o que podem fazer para ajudar”, referiu Diogo Azevedo.

Os JSF estão atualmente distribuídos por mais de 50 paróquias, de norte a sul do país, e além de atividades de caráter regional ou nacional, desenvolvem também projetos missionários junto de diversos países lusófonos, como Angola, Moçambique e Brasil.

O presidente do organismo destacou ainda as “semanas missionárias, por norma quatro ou cinco semanas em agosto, em que um pequeno grupo de jovens vai durante 10, 12 dias para uma paróquia”, sempre com o intuito de “pôr em prática” essa lógica da solidariedade cristã.

Ao longo de três dias, os jovens ligados à Congregação da Família Espiritana participaram em vários workshops, com realce para um conjunto de “testemunhos” protagonizados pelas irmãs do Colégio de Nossa Senhora da Bonança, pela Rede Europeia Anti Pobreza, entre outras instituições socio-caritativas.

Como o tema do encontro apontava para a importância de “ouvir com sabedoria”, a atividade incluiu não só a formação cristã mas também o contacto com outros saberes, de cariz “mais popular”, como a escultura e o teatro.

Os mais novos tiveram ainda a oportunidade de visitar o património local, com destaque para o Convento “Corpus Christi”, em Gaia.

JCP



JSF