Nacional

Porto: Paróquia de Campanhã promove «Natal dos Sós»

Agência Ecclesia
...

Uma consoada diferente acolhendo os que estão sozinhos

Porto, 24 dez 2014 (Ecclesia) - A Paróquia de Campanhã, na Diocese do Porto, apela a gestos de fraternidade para com os que estão sozinhos e vai promover hoje o jantar/convívio “Natal dos Sós”,  para quem habitualmente está sozinho.

“Todos aqueles que seriam obrigados a passarem o Natal sozinhos podem acorrer ao Patronato nesta noite”, explica o pároco de Santa Maria de Campanhã, num comunicado enviado à Agência ECCLESIA.

O “Natal dos Sós” realiza-se há 27 anos no Patronato de Campanhã e acolhe habitualmente “cerca de meia centena” de pessoas que “acorrem a este milagre de acolhimento- ceia-carinho”, acrescenta o padre Fernando Milheiro.

A partir das 17h00, uma equipa de acolhimento começa a acolher os que, “como Jesus outrora”, estão à procura de um lugar, neste caso, para passar a noite de Natal.

Às 19h00 fazem a “evocação do primeiro Natal”, o de Jesus, e depois será servida a tradicional Ceia.

O comunicado explica que a ceia de Natal, com a entrega de algumas prendas, termina pelas 22h00 quando um grupo de voluntários - os “Anjos do Natal” - leva cada um dos que participaram neste convívio a casa, “para que não apanhe frio nem chuva”.

Esta iniciativa é promovida pela Paróquia de Campanhã, na Diocese do Porto, com a Associação Nun’Álvares e um grupo de voluntários.

“Uns vêm para dar, outros para receber mas todos se dão as mãos. No fim, será difícil dizer quem recebeu mais nesta iniciativa que se tornou já uma marca de Campanhã”, observa o sacerdote.

O padre Fernando Milheiro destaca que os voluntários são “presentes” que se dão em nome da comunidade cristã aos “mais esquecidos desse dia”.

O “Natal dos Sós” realiza-se num ambiente simples, “quase familiar, sem coisas a mais que estorvem”, observa.

“O respeito por cada um leva a que nada se pergunte, abrindo-se a casa e o coração a quantos precisam”, acrescenta o pároco de Santa Maria de Campanhã, na Diocese do Porto.

“No Natal, ninguém sozinho!”, é  o apelo que a paróquia portuense faz para esta quadra e sugere quem tem essa possibilidade convide para a ceia “os vizinhos que iriam ficar sós neste dia da família”.

Na mensagem de Natal D. António Francisco, bispo do Porto, informou que vai participar na Consoada dos “Sós”, na noite de Natal, e o domingo após o Natal, dia litúrgico da Família de Nazaré, com os sem-abrigo numa das paróquias do centro do Porto.

O Patronato de Campanhã, que acolhe o “Natal dos Sós”, sita na Rua do Falcão - Travessa Corujeira de Baixo, 140.

CB/OC



Natal