Nacional

Portugal: Campanha da Renascença vai reforçar «fundo de proteção social» dos bombeiros

Agência Ecclesia
...

Apoios ainda ficam «muito aquém das necessidades», realça o comandante Jaime Marta Soares

Lisboa, 05 jan 2017 (Ecclesia) – As verbas recolhidas pela campanha ‘Juntos pelos Bombeiros’, iniciativa que está a ser promovida pela Rádio Renascença, vão reverter para o fundo de proteção social dos soldados da paz.

Em entrevista hoje ao Programa ECCLESIA, na RTP2, o presidente da Liga dos Bombeiros Voluntários Portugueses sublinha que mais do que equipamentos ou outros meios, faltam “apoios sociais” que ajudem a melhorar as “condições de vida” dos milhares de homens e mulheres que integram as corporações, um pouco por todo o país.

“Ajudar a reequipar é necessário mas é sobretudo necessário ajudar às suas condições de vida. Essa é a ajuda mais importante de todas”, diz o comandante Jaime Marta Soares.

Atualmente existem no país 435 associações de bombeiros voluntários, municipais e sapadores, mais outras 25 nos arquipélagos dos Açores e da Madeira.

Face aos sacrifícios pessoais, profissionais e familiares que estão por trás desta atividade, que “obriga a um trabalho incessante, permanente, na emergência”, os apoios ainda ficam “muito aquém das necessidades”, realça o presidente da Liga dos Bombeiros.

Nesse sentido, Jaime Marta Soares deixa uma “palavra de gratidão” pela campanha da Renascença e enumera algumas das áreas para onde vão ser canalizadas as verbas recolhidas.

“Todo esse dinheiro é para entrar nos cofres do Fundo de Proteção Social do Bombeiro, para o pagamento de creches, de infantários, para o pagamento de propinas do bombeiro-estudante, para as compensações daqueles que estão abaixo dos valores da reforma ou do salário mínimo nacional”, refere o comandante.

O fundo prevê ainda despesas relacionadas com acidentes ou com a morte de elementos das corporações.

“Se o Ministério das Finanças e da Administração Interna definirem uma pensão de preço de sangue, se foi em exercício de funções, é tudo pago por esse fundo de proteção social”, explica Jaime Marta Soares.

Outro setor a reforçar será a área do “recrutamento”, para que o número de efetivos nas corporações continue a ser o adequado às necessidades e desafios que os bombeiros enfrentam.

“O voluntariado não está em crise, fazemos um recenseamento diário que mantém 30 mil a 30 mil e 500 voluntários há muitos anos a esta parte”, frisa o presidente da Liga dos Bombeiros.

A campanha da Rádio Renascença ‘Juntos pelos Bombeiros’ está a decorrer com o apoio do presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Para ajudar basta deixar um donativo na conta ‘Juntos pelos Bombeiros’ (IBAN PT50001800034365616402068), do Banco Santander Totta ou escolher a opção ‘Pagamento de Serviços’ no multibanco e preencher os campos entidade e referência com o número 6 (seis).

A Agência ECCLESIA associa-se à Campanha de Natal do Grupo Renascença e convida os leitores a participarem na ajuda aos Bombeiros de Portugal.

JCP



Comunicações Sociais