Nacional

Publicações: Livro alia fotografia ao texto para desafiar à oração

Agência Ecclesia
...

«Os dias estão cheios de nesgas para percebermos a presença benévola de Deus», realça o padre Rui Santiago

Lisboa, 06 jan 2016 (Ecclesia) – “Ora vê” é o livro mais recente do padre Rui Santiago que, em parceria com o fotógrafo Miguel Cardoso desafia as pessoas a entrarem na intimidade com Deus.

Em entrevista à Agência ECCLESIA, o sacerdote e missionário redentorista explica que o projeto realça “a imagem de um Deus” presente em todas as coisas, em cada momento do dia, de alguém com quem se pode construir “uma relação familiar, de profunda abertura”.

“A vida está aí para ser vista e os dias estão cheios de nesgas para percebermos a presença benévola de Deus, a gentileza de Deus”, salienta o autor.

O livro “Ora vê” reúne 52 textos inspirados em outras tantas fotografias do quotidiano e resulta de um ano de colaboração entre o padre Rui Santiago e o fotógrafo Miguel Cardoso.

Uma vez por semana, os autores continuam a partilhar o seu trabalho com as pessoas, através de uma página de facebook que conta com milhares de acompanhantes regulares.

“Eu vou-lhe enviado as fotografias, partilhando-as online, o padre Rui Santiago escolhe-as, reza-as no coração e na cabeça e quando essa oração está amadurecida ele coloca cada fotografia em forma de texto”, explica Miguel Cardoso.

Para o profissional da imagem, o livro é uma “provocação” num mundo cada vez menos habituado a “escutar com os olhos do coração” e que “perdeu a dimensão contemplativa”.

Ainda antes de ser editado em livro, o projeto já funcionava como “itinerário de oração”  em várias comunidades, católicas e não só”.

De acordo com Miguel Cardoso, há “muitas pessoas evangélicas que seguem a página” e há também a vontade de estender este modelo do “Ora vê” a “pessoas de outras confissões religiosas”.

Quem comprar o livro leva também uma coleção de postais, com as mesmas orações e imagens que constam da publicação, e “a ideia é que sirvam 52 missões”, uma para cada semana do ano.

“O objetivo é que, depois da nossa intimidade com Deus, passemos à ação e à missão na prática, das mais diversas formas, desde a primeira pessoa que encontremos na rua até a um colega de trabalho”, frisa Miguel Cardoso.

JCP



Publicações