Nacional

Publicações: Saborear iguarias bíblicas pelas mãos do cozinheiro da seleção nacional de futebol

Agência Ecclesia
...
Luis Lavrador e Fernando Santos - LFS/Agência ECCLESIA
Luis Lavrador e Fernando Santos - LFS/Agência ECCLESIA

A obra «Ao sabor da Bíblia» foi apresentada esta quinta-feira na Escola de Hotelaria de Lisboa

Lisboa, 17 nov 2017 (Ecclesia) – O cozinheiro da seleção nacional de futebol considera que a bíblia é um “hino à dieta mediterrânica”.

No lançamento da obra «Ao sabor da Bíblia», esta quinta-feira, na Escola de Hotelaria de Lisboa, Luis Lavrador disse à Agência ECCLESIA que a bíblia é “um repositório, compêndio e livro de cozinha de dieta mediterrânica”.

A obra resulta de um “trabalho de investigação que durou 10 anos a fazer” e apresenta-se ao leitor como um duplo convite: “primeiro, a um percurso pela história da comensalidade desde os primeiros tempos até ao início do cristianismo, e, de seguida, como uma convocação à experiência gastronómica da confeção e degustação de menus onde imperam alimentos, temperos e sabores que marcam o itinerário da história judaica e cristã”.

Como confessa o autor, que é também professor da Escola de Hotelaria de Coimbra, aos 48 anos resolveu “ir para a Universidade”, uma professora convidou-o a fazer uma “investigação sobre os alimentos e a gastronomia na Bíblia”.

Inicialmente ficou “assustado” porque “não conhecia a bíblia, apesar de ser católico”, realça.

Na apresentação da obra «Ao Sabor da Bíblia» esteve também presente o selecionador nacional de futebol, Fernando Santos, e referiu à Agência ECCLESIA que “a bíblia tem o melhor sabor que existe na terra”.

Fernando Santos sublinhou que “não tem sensibilidade para a cozinha”, mas considera a obra “muito interessante” onde Luis Lavrador mostra “toda a sua sensibilidade e a sua parte humana”.

Para fazer este trabalho científico, o professor da Escola de Hotelaria de Coimbra salienta que leu “mais de cem vezes algumas partes da bíblia” e “todos os dias elas transmitem uma mensagem nova”

A bíblia tem “muitos sabores para dar” e a obra realizada por Luis lavrador “não é apenas teoria, estes manjares devem ser colocados na mesa”.

As receitas são “iguarias com uma grande profundidade” e “não apenas do ponto de vista culinário, mas também pela mensagem que transmitem”.

Um livro que obriga as “pessoas a pensar o que é a gastronomia hoje” porque a bíblia “está cheia de pratos para degustar”, reconhece.

A bíblia acaba por ser “uma dispensa recheada com tudo aquilo que o homem precisa tanto para o corpo como para a alma”, conclui Luis Lavrador.

Com a chancela da Alêtheia Editores, a obra tem cerca de 150 páginas e dá a conhecer várias receitas e a forma de as executar ao leitor.

LFS



Publicações