Nacional

Refugiados: Antigo Alto Comissário considera o Papa como um «precioso aliado»

Agência Ecclesia
...
ACNUR
ACNUR

António Guterres reconhece o papel da Igreja Católica na defesa dos migrantes e refugiados

Lisboa, 16 jan 2016 (Ecclesia) – O antigo Alto-Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, António Guterres, considera que o Papa Francisco é um “aliado precioso na defesa dos refugiados e das vítimas de perseguição”.

“A Igreja tem sido sempre, particularmente ativa, e o Papa Francisco, com as caraterísticas que lhe são próprias, veio dar à expressão daquilo que foi sempre a voz da Igreja, um particular impacto e significado, como um aliado precioso no combate para com os refugiados e as vítimas de perseguição”, afirmou.

Dias antes de assinalar o Dia Mundial do Migrante e do Refugiado António Guterres afirmou, em declarações à Agência ECCLESIA, que o Papa Francisco veio dar um novo impacto e significado à linha orientadora da Igreja Católica.

O Antigo Alto-comissário das Nações Unidas para os Refugiados defendeu ainda que a voz do Papa pode ajudar a mostrar que estas vítimas precisam de ser “protegidas e assistidas” para que “possam encontrar uma solução neste mundo onde, infelizmente, ainda impera o egoísmo, cada um tratando de si”.

O também ex-primeiro ministro português reconheceu o papel da Igreja Católica nesta matéria dos migrantes e refugiados, que sempre chamou a atenção para que estes vejam os seus direitos respeitados.  

“A Igreja Católica sempre teve uma linha muito coerente e ativa no sentido de garantir a integração harmoniosa de migrantes e refugiados, de ver as sociedades organizadas para o acolhimento adequado para aqueles que procuram refúgio nomeadamente nas sociedades mais ricas, como o caso da Europa”.

A igreja assinala o Dia Mundial do Migrante e Refugiado este domingo, 17 de janeiro, e o Papa pediu que as dioceses e comunidades cristãs programem iniciativas, aproveitando a ocasião propícia do Ano Santo da Misericórdia, e encorajem a sensibilização sobre o fenómeno migratório; e, por fim, a importância de dar sinais concretos de solidariedade e atenção aos migrantes e refugiados. 

O programa 70x7 deste domingo, pels 13h30 na RTP2, é sobre o acolhimento de refugiados em Portugal.

HM/SN



Migrações Refugiados