Nacional

Viana do Castelo: Celebrações do Natal marcadas pelos 40 anos da Diocese

Agência Ecclesia
...
Foto: C. M. Viana do Castelo
Foto: C. M. Viana do Castelo

D. Anacleto Oliveira fala em tempo de gratidão

Viana do Castelo, 07 dez 2017 (Ecclesia) – O bispo de Viana do Castelo propôs um conjunto de celebrações às comunidades católicas do Alto Minho para que o tempo de Natal seja, este ano, vivido em “gratidão” pelo 40.º aniversário da diocese.

“É nesta atitude que convido os diocesanos de Viana do Castelo a celebrarmos o Natal neste ano de graça e gratidão pelos quarenta anos da Diocese que o Senhor fez de nós”, escreve D. Anacleto Oliveira, no documento enviado à Agência ECCLESIA.

O prelado assinala na sua mensagem que “Natal cristão tem de ser tempo de graça e de gratidão” e destaca algumas das celebrações a que vai presidir.

A primeira é a Bênção das Grávidas, na catedral diocesana, inserida na Eucaristia das 18 horas de 17 de dezembro, terceiro Domingo do Advento.

“Agradeceremos ao Senhor o dom das crianças, ainda em formação nos seios de suas mães, como Jesus, o Filho de Deus, no seio de Maria. E pedir-Lhe-emos que as abençoe, para que, desde o seu nascimento, venham a ser verdadeiras graças que alegrem as suas famílias, a sociedade e a Igreja. Sem elas não seremos Igreja diocesana”, refere D. Anacleto Oliveira.

O bispo de Viana vai presidir à Missa da Noite do Natal do Senhor, na catedral diocesana, pelas 23h00 de 24 de dezembro, e à Missa de Santa Maria Mãe de Deus e Dia Mundial da Paz, na igreja paroquial de Vila Nova de Cerveira, pelas 11h00 de 1 de janeiro de 2018.

O último destes momentos é a trasladação dos restos mortais de D. Júlio Tavares Rebimbas, primeiro bispo de Viana, para a catedral diocesana, na Missa da Solenidade da Epifania do Senhor, pelas 15h30 de 7 de janeiro.

“Em união com outras Igrejas diocesanas do nosso país e da Galiza, representadas pelos seus bispos, agradeceremos ao Senhor o primeiro pastor que nos deu”, refere D. Anacleto Oliveira.

O prelado despede-se com votos de “um santo e feliz Natal, de graça e gratidão”.

A 3 de novembro de 1977, o Papa Paulo VI erigiu canonicamente a Diocese de Viana do Castelo, separando-a da Arquidiocese de Braga, pela Constituição Apostólica ‘Ad aptiorem populi Dei’.

OC



Diocese de Viana