Nacional

Viseu: Natal está «em perigo», diz bispo diocesano

Agência Ecclesia
...
Foto: Diocese de Viseu
Foto: Diocese de Viseu

«Não estamos a fazer tudo para que o Natal tenha sua expressão universal» - D. Ilídio Leandro

Viseu, 21 dez 2016 (Ecclesia) – O bispo de Viseu afirma que não se está “a fazer tudo” para que o Natal tenha sua expressão universal e que a falta de valores coloca “em perigo” a celebração do nascimento de Jesus.

“A vida dos homens continua a estar em perigo em tanto lado… A glória de Deus não é participada… Daí que o Natal esteja, também, em perigo”, escreve D. Ilídio Leandro, na mensagem de Natal à diocese.

O bispo de Viseu alerta que ficam “somente as luzes, as montras, os presépios de imagens de barro ou de pano, as prendas”, uma vez que é tirado “o melhor”, ou seja, os valores do Menino, “filho de Deus e de Maria” que nasceu pelas pessoas e “ofereceu o seu Reino”.

“Os valores deste Reino – que são a realização do Natal – têm sido anunciados desde há 2016 anos”, sublinha o prelado, explicando que devem acontecer “na paz, no amor, na justiça, na verdade, na vida”.

D. Ilídio Leandro observa ainda que esses valores são “necessários e urgentes”, porque as pessoas não estão “a fazer tudo para que o Natal tenha sua expressão universal” enquanto “Deus cumpre a sua parte, desde o início”.

“Olhando esta nossa sociedade, consequência da vida de todos nós, sentimos como é tudo tão diferente do anunciado pelo Céu, em Belém, quando os anjos cantaram: ‘glória a Deus nas alturas e paz na terra, aos homens que Deus ama!’”, desenvolve o bispo de Viseu, na mensagem de Natal publicada na página na internet da diocese.

CB/OC



Diocese de Viseu Natal