Vaticano

João Paulo II: Grupo missionário de Coimbra está no Vaticano para homenagear figura inspiradora

Agência Ecclesia
...
OC/Agência Ecclesia / D. Virgílio Antunes e jovens do Grupo Missionário João Paulo II
OC/Agência Ecclesia / D. Virgílio Antunes e jovens do Grupo Missionário João Paulo II

D. Virgílio Antunes e jovens da diocese não querem deixar esquecer legado de Papa polaco

Cidade do Vaticano, 26 abr 2014 (Ecclesia) – O grupo missionário João Paulo II, da diocese de Coimbra, acompanhado pelo seu bispo D. Virgílio Antunes, está presente no Vaticano para acompanhar a canonização da figura “inspiradora” que deu nome e mote às suas atividades.

Com mais ou menos tempo de participação nas atividades de voluntariado missionário, os participantes elegem o Papa polaco como a pessoa que os interpelou a “fazer diferente”, seguindo o seu exemplo.

“João Paulo II é o Papa da minha vida; sempre foi uma inspiração pela sua proximidade e doação aos jovens, que nos levava a fazer algo diferente como ele fez”, afirma à Agência ECCLESIA Henrique Loulé, no grupo desde 2009.

Sara Teixeira quer homenagear o Papa Wojtyla, estando presente na Praça de São Pedro para assistir à canonização, tal como fez a 1 de maio de 2011, no dia da beatificação.

“Tenho 25 anos e foi o meu papa. É uma fonte de inspiração. Ele fez-me perceber a presença de Cristo no meio dos jovens. É importante viver com o legado que ele, mantendo vivas as palavras «Não tenhais medo de abrir as portas»”.

Rita Raínho não esteve presente na beatificação de João Paulo II, como a sua colega, mas sentiu ser este o momento para viver um “momento de grande união”.

“O momento chama a uma grande união, vemos muitas pessoas, mesmo não ligadas à Igreja católica, mas é um excelente momento para dar testemunho da nossa fé. Quero viver o espírito que chama a este evento”, traduz a jovem, no grupo há três anos.

O grupo missionário João Paulo II, nascido em novembro de 2007, para além de atividades diocesanas em Coimbra, é marcado por um mês de voluntariado no Brasil, em Chapadinha, em colaboração com as Irmãs Criaditas dos Pobres.

Vanessa Medeiros, residiu em Portugal durante um ano e após a convivência com o grupo em Coimbra ajudou a organizar os jovens em Paraíba, no nordeste do Brasil.

“Aprendi a crescer com ele, na minha vida católica ele é a minha inspiração que se traduz no grupo missionário João Paulo II, que conheci em Coimbra”.

Para esta jovem de 23 anos, João Paulo II foi um “Papa peregrino e missionário” sendo este o legado que a brasileira deseja dar continuidade.

O grupo Missionário João Paulo II grupo corresponde à marca que o papa polaco deixou nos jovens e que o atual bispo de Coimbra, D. Virgílio Antunes, encontrou quando chegou à diocese em 2011.

Os jovens da diocese de Coimbra sentem-se “marcados pelo testemunho de fé do papa polaco”, afirma à Agência ECCLESIA D. Virgílio Antunes.

“Encontrei na diocese, com muito gosto, este grupo missionário mas tantos outros jovens que vêm em João Paulo II uma fonte de inspiração missionária, juvenil e de vida cristã”.

Para o bispo de Coimbra, o papa Wojtyla é “uma figura que continua a ter uma grande importância na vida dos jovens, em especial quando recordamos algumas frases que ele disse – e que eu uso muitas vezes citando-o, como «Os jovens são os grandes apóstolos de outros jovens»: de facto são eles que têm a capacidade, tal como ele pensou e sentiu, de fazer o trabalho de evangelização”.

OC/LS



Diocese de Coimbra João XXIII-João Paulo II - Canonização