Vaticano

Vaticano: Papa denuncia tráfico de pessoas como «escravatura» contemporânea

Agência Ecclesia
...
RV/OR
RV/OR

Francisco pede fim de uma «vergonhosa chaga» para a humanidade

Cidade do Vaticano, 03 abr 2017 (Ecclesia) - O Papa pediu hoje aos responsáveis da Organização sobre a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE) que combatam a “escravatura” moderna do tráfico de pessoas.

A mensagem foi transmitida aos participantes na 17ª conferência da OSCE contra o tráfico de pessoas, que decorre em Viena, apelando ao fim do que Francisco considerou como uma “vergonhosa chaga” da humanidade.

A Santa Sé está representada no evento pelo padre Michael Czerny, subsecretário da secção para os migrantes e refugiados do novo Dicastério para o Desenvolvimento Humano Integral, criado pelo Papa.

Francisco sustenta que o tráfico de seres humanos é “um dos mais vergonhosos fenómenos que desfigura o rosto da humanidade moderna”.

A mensagem classifica como “chocante” e “escandaloso” que esta prática seja um dos tráficos mais lucrativos da atualidade.

Em causa, segundo o Papa, está “uma forma de escravidão, um crime contra a humanidade, uma grave violação dos Direitos Humanos, uma chaga atroz”.

A OSCE é uma organização orientada para a promoção da democracia e do liberalismo económico na Europa, formada por 57 países provenientes da Europa, da Ásia Central e da América do Norte.

OC



Direitos humanos Papa Francisco