Mensagem chega num momento de tensão junto à fronteira norte-americana

Cidade do Vaticano, 02 nov 2018 (Ecclesia) – O Papa Francisco associou-se hoje à 8ª edição do Fórum Social das Migrações, que decorre no México até domingo, convidando todos os participantes a rejeitar as “injustiças” e o que denomina como “cultura do descarte”.

A intervenção, divulgada pelo Vaticano, destaca a necessidade de “dar voz aos sem-voz”, entre os quais, particularmente, se encontram “os migrantes, os refugiados e os deslocados, que são ignorados, explorados, violados e abusados no silêncio culpado de muitos”.

O Papa elogia os “sete eixos temáticos” que o fórum sobre as migrações vai abordar: direitos humanos, fronteiras, incidência política, capitalismo, género, alterações climáticas e dinâmicas transnacionais”.

Francisco pede depois o apoio de todos à implementação de dois pactos mundiais, promovidos pela ONU, um para a “migração segura, ordenada e regular”, e outro sobre os refugiados, visando a “promoção humana integral” destas populações e das comunidades que os acolhem.

“Peço a intercessão da Virgem Maria, sob a invocação de Nossa Senhora de Guadalupe, para que cuide de vós e sustente com a sua ajuda materna as vossas atividades em favor dos migrantes, dos refugiados e deslocados”, conclui.

A mensagem chegou ao México num momento de tensão com os EUA, que lançaram a operação “Faithful Patriot”, com um efetivo de 5200 militares deslocados para proteger a fronteira, perante a chegada de uma “caravana” de milhares de migrantes da América Central.

OC

Partilhar:
Share