Relatório divulgado na imprensa fala em 3677 situações registadas entre 1946 e 2014

Lisboa, 12 set 2018 (Ecclesia) – O bispo alemão responsável pela comissão sobre abusos sexuais disse que a Igreja Católica no país vai reagir com “clareza e transparência”, reagindo à divulgação de um relatório que fala em 3677 situações entre 1946 e 2014.

Os dados foram avançados pelos jornais Der Spiegel e Die Zeit de um documento “confidencial” que vai ser apresentado aos membros da Conferência Episcopal germânica, na assembleia plenária, a 25 de setembro.

Segundo D. Stephan Ackermann, citado pelo portal de notícias do Vaticano, o relatório resulta de um trabalho de quatro anos, com a participação das 27 dioceses da Alemanha.

O responsável sublinhou que o objetivo é obter “maior clareza e transparência” sobre um lado “obscuro” da ação da Igreja, nas últimas décadas, para evitar que os erros se repitam, com uma “reestruturação responsável e profissional”.

O documento tem como título ‘Abuso sexual de menores por parte de sacerdotes católicos, diáconos e religiosos masculinos, no âmbito da Conferência Episcopal Alemã”.

OC

Partilhar:
Share