Faro, 10 out 2018 (Ecclesia) – A Diocese do Algarve vai dar início ao Ano Missionário especial na terra-natal do beato Vicente de Santo António, no próximo dia 21, com uma Eucaristia, pelas 16h00, em Albufeira.

Numa informação enviada hoje à Agência ECCLESIA, o jornal diocesano ‘Folha do Domingo’ adianta que após a Missa tem lugar uma romaria à estátua do missionário português que foi morto no Japão, em 1632.

O programa pastoral da Diocese do Algarve destaca “a vida e a ação missionária do beato Vicente de Albufeira” no âmbito do testemunho dos “santos, mártires da missão e confessores da fé”, sobre a dimensão missionária.

Vicente de Santo António, missionário algarvio, nasceu no Castelo de Albufeira, em 1590, foi ordenado presbítero em Lisboa, e partiu para o México onde se juntou aos frades Agostinhos e continuou a missão nas Filipinas e no Japão, onde foi mártir em Nagasáki, em 1632.

Depois de nove anos no Japão, “disfarçado de vendedor ambulante”, foi preso e “grandes tormentos padeceu, por fim o suplício do fogo”, segundo o vice-postulador da Causa de Canonização dos Mártires do Japão e do Brasil, o padre João Caniço.

O Papa Pio IX beatificou-o a 7 de julho de 1867 no “grupo de ‘Carlos Spínola e Companheiros Mártires’ num total de 205 mártires”, onde se contam mais seis mártires portugueses, quatro padres jesuítas e dois leigos, contextualiza o jornal diocesano.

De recordar que as dioceses católicas em Portugal estão a viver um Ano Missionário especial, entre este mês de outubro e outubro de 2019, convocado pela Conferência Episcopal Portuguesa com a Nota Pastoral ‘Todos, Tudo e Sempre em Missão’, depois de o Papa Francisco ter anunciado um “mês missionário extraordinário” para outubro de 2019.

CB

Partilhar:
Share