«A paz e a vida humana são bens indispensáveis e estão acima de qualquer interesse», lembra missiva

Foto: EFE

Saint Gallen, 21 jul 2018 (Ecclesia) – O Presidente do Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE), o cardeal Angelo Bagnasco, manifestou a sua preocupação pela “escalada de violência” na Nicarágua e pediu a paz para aquele país sul-americano.

“A paz e a vida humana são bens indispensáveis e estão acima de qualquer interesse”, lembrou o cardeal Bagnasco numa carta enviada ao Arcebispo de Manágua e Presidente da Conferência Episcopal da Nicarágua, o cardeal Leopoldo José Brenes Solórzano.

Segundo um comunicado enviado à Agência ECCLESIA , o presidente da CCEE quis unir a sua voz ao apelo já feito pelo Papa Francisco para que “se chegue a uma trégua que permita um regresso à mesa nacional das negociações” com vista a uma “solução apropriada para assim resolver a crise”.

Na base desta crise na Nicarágua estão protestos que percorrem o país contra o governo do presidente Daniel Ortega, e da sua mulher e vice-presidente Rosario Murillo, que estão a ser acusados de abuso de poder e de corrupção.

O político de 72 anos está no poder desde 2007, depois de já ter liderado os destinos desta nação entre 1979 e 1990, sendo que atualmente o sistema político na Nicarágua não prevê limite de mandatos.

As palavras do cardeal Bagnasco manifestam ainda a “proximidade” da Igreja europeia “ao povo da Nicarágua”.

LS

Partilhar:
Share