Angra do Heroísmo, Açores, 18 jun 2018 (Ecclesia) – A equipa da Vigararia Episcopal para a Formação da Diocese de Angra delineou um itinerário para o próximo ano pastoral que assenta numa estratégia que pretende criar “maior consciência de Igreja”.

“Pretende-se criar a consciência de uma comunidade que se evangeliza formando-se, para dar razões da sua esperança hoje. Trata-se também de uma comunidade em comunhão organizada numa formação para a missão”, explica um comunicado enviado ao sítio online ‘Igreja Açores’.

‘Uma comunidade evangelizada em comunhão missionária’ é a ideia central do plano para o próximo Ano Pastoral que serviu de base ao itinerário formativo, e cujas orientações diocesanas vão ser conhecidas no final de julho.

O itinerário vai ser desenvolvido pelas Escolas de Formação da Ouvidoria, com o apoio do Instituto Católico de Cultura, com vários níveis de intervenção: Nas paróquias, numa reflexão dos conselhos paroquiais; nas ouvidorias (arciprestados) através da Escola de Formação Cristã.

A Vigararia para a Formação realçou a necessidade de serem criadas Escolas de Formação Cristã em cada Ouvidoria e incentivou-as também a acompanharem nos seus territórios os alunos do curso à distância sobre o Concílio Vaticano II, da Universidade Católica Portuguesa com a Diocese de Angra, através do Instituto Católico de Cultura.

Segundo o comunicado as Vigararias Territoriais vão ser responsáveis pela coordenação e articulação das várias atividades para evitarem sobreposição de ações.

O sítio na internet ‘Igreja Açores’, adianta também que a Vigararia para a Formação pretende “intensificar a cooperação” entre os vários movimentos de apostolado e também os serviços diocesanos, sobretudo os que promovem jornadas formativas para que todas as iniciativas integrem um plano geral de formação, inserido nas temáticas de cada ano pastoral.

A equipa da VIgararia para a Formação é composta pelos diretores dos serviços diocesanos de Catequese, Evangelização e Missão, o reitor do Seminário de Angra, o diretor do Instituto Católico de Cultura e o vigário-geral da Diocese açoriana.

CB

Partilhar:
Share