D. Jorge Ortiga participou na reunião de outono da COMECE, onde se destacou urgência de preservar «a União Europeia enquanto projeto de paz»

Foto COMECE

Bruxelas, 26 out 2018 (Ecclesia) – Os bispos católicos da União Europeia, entre os quais D. Jorge Ortiga, em representação da Conferência Episcopal Portuguesa, realizaram em Ypres, na Bélgica, uma celebração em memória das vítimas da Primeira Guerra Mundial, no âmbito do primeiro centenário do fim daquele conflito, que dilacerou o Velho Continente.

Num comunicado publicado na sua página online, a Comissão dos Episcopados Católicos da União Europeia (COMECE) realça que nesta ocasião os responsáveis católicos “desafiaram todas as pessoas de boa vontade a trabalharem em conjunto na promoção do diálogo, um ponto chave para a União Europeia enquanto projeto de paz”.

Os prelados salientaram ainda a importância de “preservar a memória histórica da Europa”, em toda a sua “diversidade”.

A missa em memória das vítimas da Primeira Guerra Mundial (1914 – 1918) aconteceu na Catedral de Saint Martin, na localidade belga de Ypres, região que foi palco de alguns dos acontecimentos mais sangrentos deste conflito.

O momento de oração prolongou-se de forma ecuménica na igreja de Saint Geoges, construída em homenagem às vítimas, e na visita aos ‘Campos da Flandres’, onde se estima que mais de um milhão de soldados de 50 países perderam a vida.

Os bispos da COMECE também rezaram e depositaram flores junto dos túmulos dos soldados alemães e britânicos que tombaram na Flandres, durante a deslocação aos cemitérios de Studentenfriedhof e Tyne Cot, respetivamente.

Esta homenagem às vítimas da Primeira Guerra Mundial, em Ypres, na Bélgica, aconteceu no contexto da Assembleia de Outuno da COMECE, que termina esta sexta-feira, e que é dedicada aos desafios das próximas eleições europeias, marcadas para maio de 2019.

Os trabalhos decorreram com a presença de vários “altos responsáveis da União Europeia”, como Federica Mogherini, que detém a pasta dos Negócios Estrangeiros e da Segurança; Luca Jahier, presidente do Comité Europeu Social e Económico; e Michel Barnier, representante da UE nas negociações sobre o Brexit.

JCP

Partilhar:
Share