Reunião magna do Conselho das Conferências Episcopais de 34 países inclui encontro com José Sócrates Mais de 30 Cardeais e Bispos do Velho Continente vão encontrar-se esta semana em Portugal para a reunião magna do Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE), organismo que reúne representantes de 34 países. Os trabalhos vão desenrolar-se no Santuário de Fátima, de 4 a 7 de Outubro, mas antes os participantes na Assembleia plenária do CCEE vão encontrar-se com o primeiro-ministro português, José Sócrates, que assume actualmente a presidência da UE. Esta reunião decorrerá no Mosteiro de São Vicente de Fora, em Lisboa, na próxima Quinta-feira, pelas 11h30. Ainda nessa manhã, tem lugar a abertura da exposição “Memórias, Sinais, Afectos. Nos 90 anos das Aparições de Fátima”. Pelas 12h30 é promovida uma conferência de imprensa com a presença do Cardeal Péter Erdö, Presidente do Conselho das Conferências Episcopais Europeias; D. José da Cruz Policarpo, Cardeal-Patriarca de Lisboa e D. Jorge Ortiga, Presidente da Conferência Episcopal Portuguesa. Quinta-feira à tarde, já em Fátima, o início dos trabalhos será presidido pelo Cardeal italiano Giovanni Battista Re, prefeito da Congregação dos Bispos. A sessão de abertura decorre pelas 17h00, na Casa de Nossa Senhora das Dores, e é aberta aos jornalistas. A assembleia plenária do CCEE, que decorre anualmente, enfrenta as questões mais urgentes da vida europeia, da Igreja, do ecumenismo e toma decisões de fundo. Além dos 34 membros do CCEE, estarão presentes três Bispos convidados (Cazaquistão, Moldávia e Monte Carlo); o presidente e o secretário-geral da Comissão dos episcopados católicos da UE (COMECE); os Núncios Apostólicos de Portugal, da UE e o prefeito da Congregação para os Bispos (Santa Sé); os presidentes das comissões do CCEE (Media, Finanças, Migrações, Vocações); três representantes da Comissão Internacional para a Pastoral das Prisões; o secretário da CEP, D. Carlos Azevedo, e o Bispo de Leiria-Fátima, D. António Marto, anfitrião do encontro. Os trabalhos decorrerão à porta fechada e, em cima da mesa, estarão temas como o matrimónio na Europa, o ecumenismo, o processo de unificação europeia, a colaboração África-Europa ou a pastoral das prisões, entre outros. Os Bispos do CCEE vão ainda analisar questões ligadas à actividade das comissões deste organismo episcopal e às suas finanças, as consequências da V Conferência Geral do episcopado católico da América Latina e das Caraíbas e o pedido do Arcebispo do Mónaco e da Igreja na Moldávia para se tornarem membros do CCEE. Os trabalhos serão encerrados Domingo às 11h00, pelo presidente do CCEE, o Cardeal húngaro Peter Erdö, numa Eucaristia na Capelinha das Aparições. Outras celebrações serão presididas pelo Arcebispo português Jorge Ortiga, presidente da Conferência Episcopal Portuguesa; os vice-presidentes do CCEE, Cardeais Josip Bozanic e Jean-Pierre Ricard; o Bispo de Bilbau, Ricardo Blázquez Pérez, presidente da Conferência Episcopal Espanhola. O CCEE reúne as presidências dos episcopados da Europa desde 1965, nessa altura com 13 membros. Um primeiro simpósio foi organizado dois anos depois, na Holanda. Em Março de 1971, teve lugar em Roma a assembleia constitutiva do CCEE, organismo que se encontra “ao serviço da colegialidade das conferências episcopais”, procurando promover a colaboração entre os Bispos da Europa. Hoje reúne as presidências dos episcopados católicos dos seguintes países: Albânia, Alemanha, Áustria, Bélgica, Bielorrússia, Bósnia-Herzegovina, Bulgária, Croácia, Escócia, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, França, Grécia, Holanda, Hungria, Inglaterra e País de Gales, Itália, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Polónia, Portugal, República Checa, Roménia, Rússia, Sérvia e Montenegro, Suécia, Suíça, Turquia e Ucrânia (rito bizantino e rito latino). Além da promoção da colaboração entre os episcopados católicos e do ecumenismo (que se alargou a um comité para o diálogo com os muçulmanos), um terceiro capítulo da actividade do CCEE tem a ver com as questões específicas da cultura e da sociedade europeia que interpelam a Igreja. Nos âmbitos pastorais em que a colaboração entre países e conferências episcopais é mais urgente foram criadas comissões específicas ou grupos de trabalho, que incluem representantes das vários conferências episcopais nacionais. Programa (www.ccee.ch/Plenaria_giornalisti_2007.htm) Quinta-feira, 4 de Outubro Lisboa 09h00 – Sé Patriarcal – Laudes 11h30 – Mosteiro de São Vicente de Fora – Encontro de boas-vindas com a presença do presidente do Conselho da União Europeia, José Sócrates 12h00 – Inauguração da exposição “Memórias, Sinais, Afectos”, nos 90 anos das Aparições de Fátima 12h30 – Conferência de imprensa com a presença do Cardeal Péter Erdö, Presidente do Conselho das Conferências Episcopais Europeias; D. José da Cruz Policarpo, Cardeal-Patriarca de Lisboa e D. Jorge Ortiga, Presidente da Conferência Episcopal Portuguesa. Fátima 17h00 – Casa de Nossa Senhora das Dores – Sessão de abertura da assembleia plenária do CCEE 18h30 – Basílica – Eucaristia presidida pelo Cardeal Giovanni Battista Re, prefeito da Congregação dos Bispos Sexta-feira, 5 de Outubro 07h30 – Eucaristia e Laudes, presididas pelo Arcebispo Jorge Ortiga, presidente da Conferência Episcopal Portuguesa 09h00-13h00 – Sessões de trabalho 15h00-19h00 – Sessões de trabalho 19h00 – Celebração das Vésperas, presididas pelo Cardeal Josip Bozanic, vice-presidente do CCEE Sábado, 6 de Outubro 07h30 – Eucaristia e Laudes, presididas pelo Cardeal Jean-Pierre Ricard, vice-presidente do CCEE 09h00-13h00 – Sessões de trabalho 15h00-19h00 – Sessões de trabalho 19h30 – Celebração das Vésperas, presididas pelo Cardeal Josip Bozanic, presidente da Conferência Episcopal Espanhola Domingo, 7 de Outubro 09h00-10h30 – Visita aos locais do Santuário 11h00 – Capelinha das Aparições – Eucaristia presidida pelo Cardeal Peter Edrö, presidente do CCEE

Partilhar:
Share