D. José Cordeiro realçou junto dos presos as palavras «dignidade» e «reinserção» como horizontes de esperança

Foto Diocese de Bragança, D. José Cordeiro com o grupo de voluntários que levaram o Natal ao Estabelecimento Prisional de Bragança

Bragança, 12 jan 2019 (Ecclesia) – O bispo de Bragança-Miranda vai celebrar nos próximos dias uma eucaristia de Natal no Estabelecimento Prisional de Izeda, depois de já ter estado com os reclusos no EP de Bragança, apesar das dificuldades que se prendem com a greve dos guardas prisionais.

De acordo com um comunicado enviado hoje pela diocese transmontana à Agência ECCLESIA, proveniente do Serviço de Pastoral Penitenciária, D. José Cordeiro destacou junto dos presos “a dignidade de todos enquanto cristãos” e realçou “a importância do voluntariado cristão em contexto prisional”.

Uma ferramenta essencial para “potenciar reflexões e atitudes que contribuam para melhorar a convivência no ambiente de reclusão, servindo como base para uma futura reinserção social”.

A Eucaristia no Estabelecimento Prisional de Bragança, que teve lugar na última quinta-feira, dia 10 de janeiro, contou com a animação litúrgica do coro de reclusos e elementos do Serviço Diocesano de Pastoral Penitenciária.

Nesta celebração, refere a mesma fonte, “participaram muitas pessoas privadas de liberdade, elementos das chefias e funcionários do Estabelecimento Prisional, voluntários portugueses e estrangeiros da Cáritas Diocesana de Bragança-Miranda e elementos da direção”.

Destaque ainda para o envolvimento de “alunos e professores da Disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica dos Agrupamentos de Escolas Emídio Garcia e Abade de Baçal”.

No final, e “como já vem sendo habitual, com o objetivo de enviar mensagens de esperança a partir do exterior, o Serviço Diocesano de Pastoral Penitenciária e a Cáritas Diocesana entregaram um presente de Natal personalizado a cada um dos reclusos”.

As ofertas eram constituídas por um kit de produtos de higiene e dois pares de meias, fruto da recente campanha solidária “Natal da Prisão”, posta em marcha por aqueles dois organismos.

No mesmo dia 10 de janeiro, foram entregues aos reclusos do Estabelecimento Prisional de Bragança postais de Natal elaborados pelos alunos do Agrupamento de Escolas Emídio Garcia, assim como bolos-reis oferecidos pela Cáritas Diocesana.

JCP  

Partilhar:
Share