Delegado da Comunidade Católica de Língua Portuguesa no Reino Unido sublinha momento de incerteza

Lisboa, 10 jan 2019 (Ecclesia) – O padre Carlos Gabriel, delegado da Comunidade Católica de Língua Portuguesa no Reino Unido, disse hoje que o processo do Brexit tem sido vivido pelos emigrantes com “ansiedade”.

“Ninguém sabe o que vai acontecer”, referiu hoje o sacerdote à Agência ECCLESIA, projetando a votação da próxima terça-feira sobre o plano apresentado pela primeira-ministra Theresa May.

O líder trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, defende que apenas novas eleições vão permitir ultrapassar o impasse sobre a saída do Reino Unido da União Europeia, que poderá implicar mudanças na vida de cerca de 400 mil emigrantes lusos, 150 mil dos quais devidamente radicados no território desde 2012.

Para o padre Carlos Gabriel, a incerteza afeta particularmente a comunidade portuguesa.

“Não se sabe o que significa uma rejeição para os migrantes que vivem na Inglaterra, especialmente para a comunidade portuguesa”, precisa.

O delegado da Comunidade Católica de Língua Portuguesa no Reino Unido recorda que esta é “uma comunidade grande, estabelecida, respeitada”.

“O facto é que ninguém sabe, há uma certa ansiedade sobre o desfecho do processo do Brexit”, acrescenta.

Antes de seguir para o Reino Unido, o padre Carlos Gabriel passou 21 anos junto da diáspora portuguesa na África do Sul, lembrando ainda os lusodescendentes que se somaram à comunidade de emigrantes, particularmente na Inglaterra.

A saída do Reino Unido da União Europeia, votada favoravelmente num referendo nacional em junho de 2016, representará a primeira saída de um Estado-membro na história da UE, em 60 anos de história.

OC

Partilhar:
Share