Lisboa, 06 set 2018 (Ecclesia) – Os missionários Combonianos informam que o padre José Carlos Mendes da Costa faleceu aos 71 anos, “depois de uma longa luta com o cancro”, na tarde de 4 de setembro, no Seminário de Vila Nova de Famalicão.

Numa nota enviada à Agência ECCLESIA, os Combonianos informam que a Missa exequial realiza-se esta manhã, às 11h00, na igreja Nova de Antas e por vontade do missionário falecido vai ser sepultado no jazigo do instituto no cemitério de Antas, em Vila Nova de Famalicão.

“Que a sua partida prematura seja semente de novas vocações missionárias”, deseja o superior provincial dos Combonianos, padre José Vieira, que evoca “um missionário alegre, trabalhador, hospitaleiro”.

O padre José Carlos Mendes da Costa, nascido em Oliveira do Hospital a 24 de janeiro de 1947,  foi ordenado sacerdote a 11 de março de 1975; professou os primeiros votos no Instituto Comboniano a 15 de agosto de 1970.

O falecido sacerdote esteve ao serviço da missão em Portugal – Maia, Lisboa e Vila Nova de Famalicão, e em África, no Quénia, de 1981-1990, e depois em Moçambique, entre 1997-2007.

O vigário-geral dos Missionários Combonianos recorda que esteve com o missionário falecido em Portugal, no Quénia, onde o visitou na missão de Makindu, Diocese de Machakos, e em Moçambique, em Mueria e em Nampula.

“Não é necessário falar da sua vontade de viver e de servir com generosidade e da sua dedicação e entrega à missão e aos vários encargos que lhe foram confiados. Gastou-se generosamente”, testemunha o padre Jeremias Martins.

A Congregação dos Missionários Combonianos do Coração de Jesus está em Portugal desde 1947, 150 anos após a sua fundação, em Verona, Itália, no ano de 1867, por S. Daniel Comboni, primeiro bispo de Cartum, a atual capital do Sudão.

CB

Partilhar:
Share