D. Manuel Linda recorda percurso do futuro cardeal na diocese nortenha

Papa Francisco com D. Manuel LInda

Lisboa, 20 mai 2018 (Ecclesia) – O bispo do Porto felicitou hoje D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima, pela sua nomeação como cardeal, uma decisão anunciada pelo Papa Francisco.

“A Diocese do Porto participa do imenso júbilo com que os amigos celebram esta feliz escolha de D. António Marto para o Cardinalato, agradecem muito ao Santo Padre e pedem ao Espírito de Deus cumule de graças e de bênçãos quem, a partir do «sagrado colégio», é agora chamado a ajudar o Papa Francisco na tarefa da renovação da Igreja”, refere D. Manuel Linda, numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

Para o bispo do Porto, a presença do responsável pela Diocese de Leiria-Fátima como novo membro do Colégio Cardinalício vai representar “uma forte mais-valia para a Igreja universal e para o mundo” pelos “dotes de sabedoria, fina sensibilidade pastoral, reconhecido otimismo e plena adesão à fé católica” de D. António Marto.

“Enquanto o felicito vivamente em nome de toda a Diocese, também lhe asseguro a certeza da nossa oração. Iguais sentimentos dirijo ao Papa Francisco, ele que, como tantas outras vezes, nos surpreende com a ousadia típica de um «homem de Deus»”, refere D. Manuel Linda.

O bispo do Porto recorda que o futuro cardeal fez parte da sua formação sacerdotal no Seminário Maior da Diocese nortenha e, após o doutoramento em Roma, ali voltou como formador e prefeito de estudos, em 1997, exercendo uma “intensa atividade docente e pastoral”.

“É de todos conhecida a simpatia que D. António Marto devota ao Porto: aqui tem muitos dos seus melhores amigos e por aqui passa sempre que a agenda lho permite. E também é notória a recordação carinhosa que a Igreja do Porto dedica a quem com ela tanto se relacionou”, acrescenta.

O Papa Francisco anunciou hoje a decisão de convocar um consistório público para a criação de 14 cardeais (11 eleitores) a 29 de junho, no Vaticano.

O nome de D. António Marto foi o sétimo a ser anunciado, numa lista que inclui colaboradores diretos do Papa e algumas surpresas, como responsáveis do Paquistão, Peru ou Madagáscar.

O bispo de Leiria-Fátima, de 71 anos, está à frente da diocese desde 2006, tendo recebido na Cova da Iria os Papas Bento XVI (2010) e Francisco (2017), este último no Centenário das Aparições de Fátima.

OC

Partilhar:
Share