Josianne Gauthier, secretária-geral da CIDSE, fala em políticas «incoerentes» e centradas apenas na dimensão económica

Lisboa, 14 mar 2018 (Ecclesia) – A secretária-geral da CIDSE, rede internacional de 18 organizações católicas para o desenvolvimento, disse hoje em Lisboa que é necessária uma “mudança de lógica” para as políticas do setor, superando a fixação na dimensão económica.

Josianne Gauthier falava na sede da Fundação Fé e Cooperação (FEC), da Igreja Católica em Portugal, numa conferência acompanhada pela Agência ECCLESIA, sustentando que é necessário “reconhecer que o atual modelo” das políticas para o desenvolvimento “não está a funcionar”.

A responsável canadiana escolheu Portugal e a FEC para dar início ao ciclo de visitas às 18 organizações-membro da CIDSE, tendo falado esta tarde sobre o tema “Repensar o Desenvolvimento”.

Josianne Gauthier, ativista pela justiça social, sublinhou a necessidade de “pensar em comunidade”, deixando de lado a ideia de “indivíduos em comunidade”, e de “ouvir exemplos reais de outras formas de viver”.

A secretária-geral da CIDSE saudou o estímulo dado pela Santa Sé e pelo Papa, com a sua encíclica ‘Laudato si’, ao trabalho neste setor, que deixou de ser olhado com “suspeita”, deixando espaço para “perguntas incómodas”.

“Há novas parcerias a ser feitas que não seriam possíveis há alguns anos”, observou Josianne Gauthier.

Francisco, acrescentou, ajudou a ligar a crise ecológica e económica à “crise humana”, convidando a “ouvir o ponto de vista de quem é afetado”.

“Temos uma dívida ecológica”, realçou, evocando ainda o apelo à “conversão ecológica”, a partir de cada pessoa.

“Todas as pessoas são capazes destas escolhas”, sustentou.

Susana Réfega, diretora-executiva da FEC, adiantou durante o encontro que o documentário ‘Histórias de Mudança’, da realizadora Patrícia Pedrosa, vai ser apresentado no Fórum Social Mundial, que começa hoje em Salvador, Brasil.

O documentário e o manifesto ‘Mudar pelo Planeta, Cuidando das Pessoas – histórias de vidas sustentáveis’ foram realizados no âmbito do projeto ‘Juntos pela Mudança –  ação conjunta por estilos de vida sustentáveis’, promovido pela FEC, com o apoio do Instituto Camões, em parceria com a Associação Casa Velha – Ecologia e Espiritualidade e a Rede CIDSE.

OC

Partilhar:
Share