Mensagem da Comissão Episcopal do Laicado e Família para a celebração de 06 de maio chama à responsabilidade os «decisores políticos e económicos»

Lisboa, 23 abr 2018 (Ecclesia) – A mensagem da Comissão Episcopal do Laicado e Família (CELF), da Igreja Católica em Portugal, para o Dia da Mãe deste ano (06 de maio) destaca a importância de “apoiar e proteger o dom da maternidade”.

No documento, enviado hoje à Agência ECCLESIA, aquele organismo salienta que “as mães são verdadeiras beneméritas da sociedade, pois sabem cultivar e transmitir, mesmo nos piores momentos, a ternura, a dedicação e a força moral”.

“É bom, belo e justo celebrar o Dia da Mãe: agradecer a todas as mães que dia e noite, todos os dias e todos anos, ao longo da sua vida, se dedicam ao acolhimento amoroso, à educação e ao crescimento integral dos filhos”, aponta a CELF.

Numa época em que estão em causa desafios como a baixa natalidade e o envelhecimento populacional, a Comissão responsável pelas questões pastorais ligadas à Família aponta para a urgência de “apoiar” todas as mulheres que hoje escolhem como caminho “colocar no mundo um filho” e “dar a vida” pela família.

Um repto particularmente dirigido aos “decisores políticos e económicos”, aos “agentes culturais e da comunicação social”, mas também àqueles que, dentro das estruturas da Igreja Católica, trabalham junto das famílias e dos casais.

“Que todos nos empenhemos a apoiar e a proteger o dom da maternidade que começa na fecundação e nunca deixa de se manifestar”, pode ler-se.

A mensagem da CELF para o Dia da Mãe destaca ainda o papel das mães na transmissão do “sentido mais profundo da vivência religiosa” dos seus filhos, acompanhando-os e ajudando-os a perceber “o valor da fé”.

JCP

Partilhar:
Share