Lituânia, Letónia e Estónia recebem um Papa, 25 anos depois

Cidade do Vaticano, 05 jul 2018 (Ecclesia) – O Vaticano anunciou hoje o programa da viagem que o Papa Francisco vai realizar aos países bálticos, de 22 a 25 de setembro.

A visita inclui passagens por Vilnius e Kaunas, na Lituânia; Riga e Aglona, na Letónia; e Talin, na Estónia.

O primeiro dia da viagem, em Vilnius, inclui encontros com o presidente lituano e representantes das autoridades civis; de tarde, o Papa desloca-se ao Santuário ‘Mater Misericordiae’ e encontra-se com os jovens, na Praça diante da Catedral da capital da Lituânia

A 23 de setembro, domingo, Francisco visita Kaunas, segunda maior cidade da Lituânia, onde celebrará Missa no Parque de Santakos; a agenda inclui um encontro com o clero e uma passagem pelo Museu “das ocupações e lutas pela liberdade”, já de regresso a Vilnius.

No dia seguinte, o Papa passa pela capital da Letónia, Riga, e por Algona, num programa que inclui uma cerimónia no Monumento da Liberdade, um encontro ecuménico e a Missa num santuário mariano que já recebeu a visita de João Paulo II em 1993.

O último dia da viagem apostólica vai decorrer na Estónia, onde Francisco vai participar num encontro ecuménico e encontrar-se com pobres na Catedral de São Pedro e São Paulo; a visita Sua conclui-se com uma Missa na Praça da Liberdade de Talin.

Os países bálticos estão a assinala o centenário da sua independência; após a II Guerra Mundial, foram anexados pela antiga URSS, voltando a ser nações soberanas no início dos anos 90 do século XX; atualmente, são Estados-membro da União Europeia.

São João Paulo II visitou as três nações em 1993.

OC

Partilhar:
Share