Faro, 26 out 2018 (Ecclesia) – A Cáritas Diocesana do Algarve vai assinalar o segundo Dia Mundial dos Pobres com a conferência ‘Gritos que gritam muito alto’, pelas 10h30, do dia 14 de novembro, no auditório da Escola Superior de Engenharia, no Campus da Penha.

Segundo a informação enviada à Agência ECCLESIA, a Cáritas Diocesana do Algarve convidou o teólogo Juan Ambrósio, professor da Universidade Católica Portuguesa, para apresentar o tema ‘Gritos que gritam muito alto’.

A conferência é aberta ao público mas tem como público-alvo os agentes da ação social e conta com a participação dos alunos do Curso de Educação Social da Universidade do Algarve.

O jornal ‘Folha do Domingo’, da Diocese do Algarve, informa ainda que vai estar patente uma exposição com imagens alusivas ao tema da pobreza

A Igreja Católica vai celebrar segundo Dia Mundial dos Pobres, a 18 de novembro, uma data que foi instituída pelo Papa Francisco na carta apostólica ‘Misericórdia e mísera’, publicada no encerramento do Jubileu da Misericórdia, para ser assinalado anualmente no 33.º Domingo do Tempo Comum, penúltimo domingo do calendário litúrgico.

“A condição de pobreza não se esgota numa palavra, mas torna-se um grito que atravessa os céus e chega até Deus”, escreveu o Papa argentino na mensagem para a reflexão de 2018, que publicou a 13 de junho, no dia de Santo António.

Como aconteceu em 2017, Francisco vai celebrar uma Missa com pobres e pessoas que os acompanham, na Basílica de São Pedro, antes de almoçar com cerca de três mil pobres, na sala Paulo VI.

CB

Vaticano: Papa denuncia «consequências sociais dramáticas» da pobreza e condena «aversão» aos pobres

Partilhar:
Share