Bragança, 15 nov 2018 (Ecclesia) – A Diocese de Bragança-Miranda vai homenagear, a título póstumo, a voluntária Maria da Assunção, conhecida como a “avó” dos presos, pelas 18h00, do dia 28 de novembro, na igreja de Santo Condestável, em Bragança.

“Madrinha de alguns, ‘avó’ de todos, Maria da Assunção foi presença assídua durante mais de quatro décadas no mundo prisional. Faleceu em 2013 deixando a feliz memória do seu sorriso e da sua palavra”, contextualiza uma nota enviada hoje à Agência ECCLESIA, pelo Secretariado das Comunicações Sociais da Diocese de Bragança-Miranda.

Segundo a informação, o voluntariado de Maria da Assunção nas prisões “começou por mero acaso” quando um dos seus alunos foi detido por roubo e para o poder ver tornou-se visitadora oficial da Prisão Escola de Leiria e quando se reformou “transferiu conhecimentos e ações” para os reclusos do Estabelecimento Prisional de Bragança.

O bispo da Diocese de Bragança-Miranda, D. José Cordeiro, vai presidir à Eucaristia, antes da cerimónia de homenagem que está a ser organizada pelo Serviço Diocesano da Pastoral Penitenciária de Bragança-Miranda.

A sessão, no salão paroquial de Santo Condestável, vai contar com intervenções do bispo diocesano, do bispo de Coimbra, D. Virgílio Antunes, que testemunhou a ação pastoral de Maria da Assunção quando foi seminarista, e Ana Maria Machado Rodrigues que é familiar da homenageada.

A nível diocesano contam-se ainda intervenções do diretor do Serviço Diocesano da Pastoral Penitenciária, Rui Magalhães, e da voluntária e membro desse serviço Sandra Rodrigues; o assistente religioso, padre Fernando Calado Rodrigues, e do coordenador Nacional da Pastoral Penitenciária da Igreja Católica, o padre João Gonçalves.

CB/OC

Partilhar:
Share