Bragança, 03 dez 2018 (Ecclesia) – O responsável do Serviço de Pastoral a Pessoas com Deficiência da Diocese de Bragança-Miranda considera que ainda há “muita mudança a fazer” no pensamento das pessoas sobre uma sociedade com cultura de inclusão.

A cultura de inclusão “não é estar a fazer um favor” para incluir a pessoa que tem deficiência visto que ela “não precisa de favores” porque tem “ a mesma dignidade” de qualquer outro cidadão, disse à Agência ECCLESIA Jorge Novo.

De 01 a 12 de dezembro, o Serviço de Pastoral a Pessoas com Deficiência da Diocese de Bragança-Miranda, em parceria com outras instituições que se dedicam à pessoa com deficiência, comemoram o dia internacional dedicado a estas pessoas com diversas atividades sociais, culturais e desportivas.

No final da celebração, no Santuário da Imaculada Conceição de Maria dos Cerejais, a 12 de dezembro, o bispo de Bragança – Miranda, D. José Cordeiro, vai receber um símbolo natalício das pessoas com deficiência.

LFS

Bragança-Miranda: Diocese dedica programa de atividades a pessoas com deficiência

 

Partilhar:
Share