Leiria, 28 mai 2018 (Ecclesia) – O Museu de Leiria vai ter patente ao público, de 15 a 17 de junho, a exposição temporária “As Rosas de Pedro e as Rosas de Maria” inserida na Festa da Fé, que comemora o centenário da restauração da diocese de Leiria-Fátima.

Na mostra estarão as três Rosas de Ouro oferecidas ao Santuário de Fátima pelos Papas Paulo VI, em 1965, Bento XVI, em 2010, e Francisco, em 2017, lê-se na nota enviada à Agência ECCLESIA.

“A Rosa de Ouro é um símbolo, enviado pelos Papas a soberanos, príncipes, rainhas e outras eminentes personagens, como sinal de particular benevolência ou em reconhecimento de assinalados serviços prestados à Igreja ou a bem da sociedade; também a santuários insignes, igrejas e mesmo cidades que desejam distinguir. É sinal, pois, de fidelidade à Igreja de Cristo e ao Seu Vigário”, pode ler-se na Enciclopédia de Fátima.

A tradição desta distinção está documentada desde o pontificado de Leão IX (1049-1054) mas acredita-se remontar aos finais do século VI ou princípios do século VII.

A bênção das Rosas de Ouro decorre, habitualmente, no Domingo da Alegria, no final da Quaresma.

LFS

Partilhar:
Share